Dona do Minipreço com prejuízos de 352 milhões anuncia despedimento de 2.100 trabalhadores

Os administradores não consideram a OPA hostil, mas impõem várias condições.

A retalhista espanhola DIA registou prejuízos de 352,6 milhões de euros em 2018. Este valor contrasta com os 101,2 milhões de euros de lucros registados em 2017.

As vendas da companhia também recuaram 11,3% em 2018 para um total de 7.288,8 milhões de euros, segundo avança a empresa, em comunicado enviado esta sexta-feira ao regulador dos mercados espanhol.

A empresa também anunciou o despedimento de 2.100 trabalhadores das empresas DIA e Twins Alimentación, uma das filiais da empresa que gere os centros Maxi Dia.

O fundo Letterone, controlado pelo russo Mikhail Fridman, que detém 29% do capital da empresa, anunciou esta semana uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre o DIA oferecendo 67 cêntimos por cada ação.

O conselho de administração da retalhista espanhola DIA veio a público reagir à OPA lançada pelo fundo Letterone. Numa primeira análise, os administradores não consideram a OPA hostil, mas impõem várias condições.

Administração de dona do Minipreço não fecha a porta à OPA mas impõe condições

Ler mais
Recomendadas

Jorge Alves foi eleito o melhor enólogo ano em Portugal em 2018

O prémio de Jorge Alves, o enólogo principal da casa desde 2012, atribuído pela revista ‘Vinho Grandes Escolhas’, ficou reforçado pelo destaque aos Mirabilis, dois grandes reservas tinto e branco entre os melhores vinhos do ano.

Empresa de engenharia Quadrante entra na África do Sul

A Quadrante vai desenvolver o projeto de estruturas do futuro ‘Centro Comercial Fourways Mall’, em Joanesburgo, uma obra que será realizada em parceria com a Mota – Engil.

Sasia recicla 900 toneladas de resíduos têxteis por mês

Cerca de metade do volume da nova matéria-prima produzida pela Sasia é absorvida pela indústria nacional, enquanto os restantes 50% têm como destino a Europa.
Comentários