Dona do Minipreço com prejuízos de 352 milhões anuncia despedimento de 2.100 trabalhadores

Os administradores não consideram a OPA hostil, mas impõem várias condições.

A retalhista espanhola DIA registou prejuízos de 352,6 milhões de euros em 2018. Este valor contrasta com os 101,2 milhões de euros de lucros registados em 2017.

As vendas da companhia também recuaram 11,3% em 2018 para um total de 7.288,8 milhões de euros, segundo avança a empresa, em comunicado enviado esta sexta-feira ao regulador dos mercados espanhol.

A empresa também anunciou o despedimento de 2.100 trabalhadores das empresas DIA e Twins Alimentación, uma das filiais da empresa que gere os centros Maxi Dia.

O fundo Letterone, controlado pelo russo Mikhail Fridman, que detém 29% do capital da empresa, anunciou esta semana uma oferta pública de aquisição (OPA) sobre o DIA oferecendo 67 cêntimos por cada ação.

O conselho de administração da retalhista espanhola DIA veio a público reagir à OPA lançada pelo fundo Letterone. Numa primeira análise, os administradores não consideram a OPA hostil, mas impõem várias condições.

Administração de dona do Minipreço não fecha a porta à OPA mas impõe condições

Ler mais
Recomendadas

AICEP justifica queda nas exportações para a China com mudanças na Autoeuropa

O presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Luís Filipe de Castro Henriques, justificou hoje a queda nas exportações portuguesas para a China com mudanças na produção da Autoeuropa.

PremiumSociedades anónimas têm quatro dias para identificar acionistas

Incumprimento pode determinar exoneração da qualidade de acionista. Advogados apontam contradições com proteção de dados

Centeno diz que 72% dos precários tiveram ‘luz verde’ para ingressar no Estado

O ministro das Finanças, Mário Centeno, disse esta sexta-feira no parlamento que 72% dos trabalhadores que recorreram ao programa de regularização extraordinária dos vínculos precários do Estado (PREVPAP) tiveram parecer favorável, recusando que haja atrasos no processo.
Comentários