Gás de botija ficou 12% mais caro em apenas um ano

A Apetro indica que a subida dos preços deve-se sobretudo à subida das cotações, enquanto a carga fiscal manteve-se igual no Imposto Sobre Produtos Petrolíferos e o IVA refletiu a subida de preço.

Ler mais

O preço do gás butano em garrafa de venda ao público aumentou 12,1% no último trimestre de 2017, em comparação com o mesmo período do ano anterior. O valor médio fixou-se, no final do ano passado, nos 1,809 euros por quilograma, face aos 1,614 euros no período homólogo, segundo dados publicados esta terça-feira pela Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (Apetro).

Na comparação em cadeia, o preço do gás de botija aumentou 6,5% em relação aos 1,698 médios cobrados no período entre julho e setembro de 2017.

Já o preço médio antes de impostos foi de 1,443 euros por quilo, no quarto trimestre de 2017, mais 12,3% que os 1,285 do período homólogo e mais 6,7% que os 1,352 euros do terceiro trimestre. Em termos de consumo de butano, registou-se uma diminuição de 3,9 milhares de toneladas, ou seja, menos 7,6%, em termos homólogos.

O relatório da Apetro indica que a subida dos preços se deve “sobretudo à subida das cotações”, enquanto “a carga fiscal manteve-se igual no ISP [Imposto Sobre Produtos Petrolíferos], e o IVA refletiu a subida de preço” tanto do gás butano em garrafa como do propano granel.

No caso do propano granel, o preço médio de venda ao público aumentou para 1,383 euros por quilo, no quarto trimestre de 2017, mais 10,6% que os 1,250 no período homólogo. O consumo de propano foi inferior em todos os meses do quarto trimestre de 2017. Quando comparado com o trimestre homólogo, o consumo diminuiu 13,6 milhares de toneladas, ou seja, menos 9,0%.

Relacionadas

Associação de petrolíferas contra a regulação de preços no gás de botija

De acordo com o responsável da APETRO, o volume de negócios das empresas do setor baixou 35% nos últimos anos, período no qual “os grandes consumos foram deslocalizados para o gás natural”.

Famílias com gás de garrafa pagam mais 119 euros por ano

A Deco afirma que a diferença não é de agora, mas continua sem compreender o que motiva a disparidade de preços entre o gás botija e o gás natural.

Regulador diz que há falta de concorrência no gás de botija e aponta o dedo aos vendedores

Relatório pedido pelo secretário de Estado da Energia revela algum exercício de poder de mercado por parte das empresas devido à concorrência limitada e à procura rígida.
Recomendadas

Quais são os bancos que já disponibilizam transferências imediatas?

O novo subsistema do Sistema de Compensação Interbancária assegura o processamento contínuo de transferências em menos de 10 segundos. A adesão dos bancos é, no entanto, facultativa. Confirme aqui quais os bancos que já têm e quais os custos.

Poupança das famílias caiu 4,4% no segundo trimestre do ano

O impacto da despesa acima do rendimento na taxa de poupança foi atenuado pelo crescimento do rendimento disponível das famílias.

Preços da gasolina e do gasóleo vão descer na próxima semana

O gasóleo irá cair 0,5 cêntimos, enquanto a gasolina vai descer 1,5 cêntimos, refletindo as cotações médias dos combustíveis nos mercados internacionais, de acordo com fontes do setor contactadas pelo Jornal Económico.
Comentários