Sonae falha entrada em bolsa do negócio de retalho

Sonae cancelou Oferta Pública de Venda das ações da unidade de retalho do grupo, devido ao falhanço da colocação junto de investidores institucionais, que era uma condição essencial à concretização da entrada em bolsa.

A Oferta Pública de Venda (OPV) da Sonae MC ficou sem efeito, porque o grupo não conseguiu concretizar a oferta junto de investidores internacionais, segundo comunicou o grupo, esta quinta-feira, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Na origem desta decisão estiveram as condições adversas nos mercados internacionais.

“A Sonae SGPS, S.A. informa que, face às condições adversas nos mercados internacionais, a oferta
institucional não se concretizará, o que determinará, consequentemente, a não execução da oferta pública de venda de ações da Sonae MC”, explicou a empresa, em comunicado divulgado no site do supervisor.

A OPV do negócio de retalho da Sonae começou na segunda-feira, com as ações a serem vendidas entre os 1,40 e os 1,65 euros. O valor base da oferta situava-se entre os 304 milhões e 359 milhões de euros. Com o cancelamento da operação, as ordens de compra serão anuladas pelos intermediários financeiros.

A oferta era de até 217,36 milhões de ações ordinárias existentes no capital social da Sonae MC, SGPS, através de uma oferta pública a investidores qualificados e não qualificados em Portugal, bem como uma oferta particular internacional a certos investidores institucionais em outras jurisdições.

Esta colocação particular, que segundo o prospeto da OPV era condição essencial para o sucesso da operação, não foi bem sucedida devido à turbulência nos mercados financeiros durante os últimos dias.

A semana tem sido de turbulência nos mercados nacionais e internacionais. A juntar à crise em Itália, que penalizava a Europa há vários semanas, esta quarta-feira, Wall Street gerou um ‘efeito dominó’ por todo o mundo. As principais bolsas norte-americanas registaram a maior queda desde fevereiro e os índices asiáticos atingiram mínimos de quatro anos.

Na Europa, a tendência foi a mesma. O PSI 20 fechou esta quinta-feira a cair 0,82% para 4.994,35 pontos. A Sonae fechou a sessão com uma desvalorização de 2,64% 0,829 euros por ação, sendo que desde o início da semana já perdeu 3,7%.

Ler mais
Relacionadas

No primeira dia da OPV do negócio de retalho, Sonae toca mínimos de ano e meio

Apesar de o consenso entre os analistas indicar que a operação é benéfica para todo o grupo, a Sonae foi penalizada pelo sentimento negativo generalizado às bolsas europeias.

Sonae negoceia ‘flat’ no início da venda de ações do negócio de retalho

Tanto investidores de retalho como institucionais têm acesso às ações da Sonae MC a partir desta segunda-feira. A oferta de retalho termina a 17 de outubro e a oferta institucional no dia seguinte.

PremiumSonae MC vai realizar primeira oferta de ações em ‘grey market’ em Portugal

Este tipo de vendas está condicionado à efetiva emissão e permite que subscritores e emissor determinem a procura e o respetivo preço das ações antes da oferta pública de venda.

Respostas Rápidas. Começa hoje a venda de ações da Sonae MC

A Oferta Pública de Venda das ações da Sonae MC começa esta segunda-feira a investidores de retalho e institucionais, com um intervalo de preço entre os 1,40 e os 1,65 euros. A entrada em bolsa está planeada para dia 23 de outubro.
Recomendadas

Calçado vegan? Sim, também já há

Uma empresa da Póvoa de Lanhoso considera que nem mesmo uma indústria tradicional como o calçado precisa de recorrer a produtos que, do ponte de vista da sustentabilidade, não fazem sentido.

Crédito Agrícola elege nova administração a 25 de maio

A Caixa Central de Crédito Agrícola é responsável pela coordenação e supervisão das 80 Caixas de Crédito Agrícola Mútuo e é liderada por Licínio Pina desde 2013, há dois mandatos. O gestor trabalha no banco há mais de 30 anos.

Empresas começam projetos de inovação mas não conseguem acabar mais de metade

O excesso de projetos, a falta de liderança e a ausência de processos estão a bloquear o desenvolvimento das organizações mundiais, segundo o estudo “Having a successful innovation agenda”, elaborado pela multinacional Oracle.
Comentários