Vendas de casas em subida na Madeira

No terceiro trimestre verificou-se uma subida de 23,1% na venda de alojamento e um crescimento de 25,7% no valor das casas transaccionadas.

O terceiro trimestre confirmou uma subida de 23,1% nas vendas de alojamentos familiares. No total foram 758 alojamentos transaccionados neste espaço temporal na Madeira.

A maior parte dos alojamentos transaccionados já existiam (573) e correspondem a 75,6% do total. No terceiro trimestre assistiu-se à transacção de 185 alojamentos novos.

A Direcção Regional de Estatística (DREM) diz que a transacção de alojamentos existentes subiu 25,7%, e a de novas casas cresceu 15,6%, em relação ao trimestre anterior na Madeira.

Quanto ao valor dos alojamentos verificou-se uma subida de 25,7%, face ao segundo trimestre, para os 91,8 milhões de euros.

No segundo trimestre cada m2 destes alojamentos chegou aos 1063 euros. O m2 tem estado em constante subida desde o primeiro trimestre de 2016 onde se fixava em 974 euros.

Os alojamentos novos têm visto o valor do m2 a cair desde o primeiro trimestre de 2016. Nessa altura pagava-se 1276 euros por m2 na madeira.

Por outro lado os alojamentos existentes têm tido aumentos no valor do m2 desde o primeiro trimestre de 2016 onde estavam avaliados em 941 euros. A única excepção é mesmo o quatro trimestre de 2016 onde existiu uma quebra neste parâmetro. A partir o valor do m2 continuou a aumentar até se chegar ao segundo trimestre de 2017 onde se fixou em 1026 euros.

O Funchal continua a ser o município onde mais se pagou pelo m2 quadrado (1304 euros) no segundo trimestre de 2017. Segue-se o Porto Santo (1027 euros) e a Ponta do Sol (1022 euros).

Ler mais
Recomendadas

Uaucacau planeia chegar a Lisboa ou Porto até final do ano

A empresa produz chocolates artesanais, com sabores típicos da Madeira, que são obtidos através de produtores regionais.

Estado quer canalizar receita dos impostos do tabaco e das bebidas açucaradas das regiões autónomas para o SNS

A proposta de OE2019 prevê uma alteração ao atual artigo do Código dos Impostos Especiais de Consumo no que se refere ao Artigo 105.º (Taxas nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira), aumentando o imposto sobre o tabaco produzido nestas regiões. As receitas serão canalizadas para o SNS. Assim como as das bebidas açucaradas.

‘Bioplatform’: plataforma de agricultura biológica quer chegar ao mercado ibérico

O Bioplatform é uma plataforma comercial quer quer servir como pólo agregador na área da agricultura biológica.
Comentários