A liberdade exercida

Só políticos lúcidos, como Sérgio Sousa Pinto, podem ajudar a manter Portugal fora do extremismo, equivalente, de esquerda e direita.

O muro

A ninguém, na direita séria, lembraria tentar minimizar os crimes de Hitler e do fascismo; mas à extrema-esquerda é permitido abusar da inteligência coletiva relativizando os crimes do comunismo, de Estaline e outros.

Eleições há muitas

É curioso: um governo da República pode ser escorado pelo PCP e pelo Bloco, mas um governo dos Açores não deve poder formar-se pela abstenção ou voto a favor do Chega.

As lições dos Açores

As eleições regionais desferiram, com surpresa face às sondagens, um enorme murro no estômago do poder vigente em Portugal, o do PS de António Costa.

Do “suspense” político

Como se tem visto pelas sondagens, o país não acredita que o OE não seja aprovado na generalidade pelo que resta da geringonça. Seria uma irresponsabilidade.

Das palavras à prática

A pandemia forneceu a António Costa o motivo para dar finalmente vida ao ‘conselho’ de Manuela Ferreira Leite e tentar interromper a democracia.
Ver mais artigos