BCE decide venda do Banif BI até fevereiro

A venda do Banif Banco de Investimento será decidida entre janeiro e fevereiro. A venda ao Bison Capital continua “em análise”, pelo supervisor.

Ler mais

A venda do Banif BI aos chineses do Bison Capital continua em análise pelo BCE (pelo mecanismo único de supervisão), depois da Oitante ter assinado o contrato de venda em agosto de 2016.

Mas fontes familiarizadas com o assunto dizem ao Jornal Económico que o supervisor irá tomar uma decisão nos primeiros meses de 2018, entre janeiro e fevereiro. Aparentemente, a operação, que já esteve em risco de ser chumbada pelo supervisor, está agora mais perto de ser aprovada.

“O processo ainda está em análise”, revela fonte próxima do processo.

Fonte oficial da Oitante disse sobre a autorização da venda: “Aguardamos pela decisão das autoridades competentes, Banco de Portugal e BCE [Banco Central Europeu]”.

Entretanto, a Oitante já teve de repor os fundos próprios para ficar acima dos mínimos legais (17,5 milhões de euros). O tempo passa, os prejuízos sucedem-se e isso consome os fundos próprios.

Desta vez, e porque o banco caminhava novamente para um buraco nos fundos próprios, a Oitante teve de aumentar o capital do Banif BI em 6 milhões de euros. Desta vez fê-lo por conversão de créditos em capital, tal como noticiou recentemente o Jornal de Negócios.

“O Banif – IB foi alvo de novo aumento de capital que tem por objetivo dotar o banco dos rácios mínimos de capital. Os mesmos são realizados por conversão de crédito em capital.“, confirmou ao Jornal Económico fonte do veículo liderado por Miguel Barbosa.

O Banif BI já tinha tido um aumento de capital de 30 milhões em julho. Em seis meses, foram convertidos em capital 36 milhões de euros de créditos da Oitante sobre o banco de investimento do antigo Banif. Isto para o banco conseguir cumprir os rácios de capital exigidos.

Recomendadas

Sky dispara para máximos de 18 anos após oferta da Comcast

A oferta da Comcast superou amplamente a proposta da rival da 21st Century Fox, de Rupert Murdoch.

Fusão da Barrick e Randgold vai criar a maior mineira de ouro do mundo

A canadiana Barrick Gold e a britânica Randgold Resources vão unir-se e criar a maior mineira de ouro do mundo.

Ministro da Economia pela primeira vez no Modtissimo

Manuel Caldeira Cabral vai estar no mais antigo certame ibérico do setor, que este ano espera mais de 400 compradores internacionais.
Comentários