BE contra interrupção do ferry

O partido defende uma ligação ferry o ano inteiro defendendo que esta é auto-sustentável se não se criarem obstáculos artificiais.

O BE manifestou-se contra a interrupção do ferry entre a Madeira e o Continente.

“Uma ligação marítima de passageiros é um serviço público que já demonstrou no passado e novamente este ano ter adesão dos madeirenses e de forasteiros. Esta modalidade alternativa de transporte de mercadorias é uma mais-valia para a economia regional”, defendem os bloquistas.

Para o BE Madeira deve existir uma ligação ferry “todo o ano” que realça que esta é auto-sustentável se não se “obstáculos artificiais” defendendo que a Região deve considerar gerir este serviço directamente ou através de uma empresa pública.

Os bloquistas vão juntar-se a uma manifestação, à entrada do porto, a partir das 17h30.

Recomendadas

Uaucacau planeia chegar a Lisboa ou Porto até final do ano

A empresa produz chocolates artesanais, com sabores típicos da Madeira, que são obtidos através de produtores regionais.

Estado quer canalizar receita dos impostos do tabaco e das bebidas açucaradas das regiões autónomas para o SNS

A proposta de OE2019 prevê uma alteração ao atual artigo do Código dos Impostos Especiais de Consumo no que se refere ao Artigo 105.º (Taxas nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira), aumentando o imposto sobre o tabaco produzido nestas regiões. As receitas serão canalizadas para o SNS. Assim como as das bebidas açucaradas.

‘Bioplatform’: plataforma de agricultura biológica quer chegar ao mercado ibérico

O Bioplatform é uma plataforma comercial quer quer servir como pólo agregador na área da agricultura biológica.
Comentários