Brasil: WhatsApp notifica empresas suspeitas de difundir mensagens contra o PT

As empresas notificadas pela rede WhatsApp são a Quickmobile, Yacows, Croc services e SMS Market, que foram citadas numa reportagem anterior do jornal brasileiro, sobre um suposto esquema de envio em massa de notícias falsas patrocinado por apoiantes do candidato à presidência do Brasil Jair Bolsonaro.

A rede de mensagens WhatsApp enviou uma notificação extrajudicial para quatro agências brasileiras determinando que parem o envio de mensagens em massa contra o PT com números de telemóveis obtidos pela internet, informou hoje o jornal Folha de S.Paulo.

As empresas notificadas pela rede WhatsApp são a Quickmobile, Yacows, Croc services e SMS Market, que foram citadas numa reportagem anterior do jornal brasileiro, sobre um suposto esquema de envio em massa de notícias falsas patrocinado por apoiantes do candidato à presidência do Brasil Jair Bolsonaro.

A empresa também baniu as contas de WhatsApp associadas a essas agências.

Na última quinta-feira, a Folha de S.Paulo publicou uma reportagem dando conta que algumas empresas estariam distribuindo pacotes de mensagens em massa, pelo WhatsApp, contrárias ao Partido dos Trabalhadores (PT), cujo candidato, Fernando Haddad, disputa a corrida eleitoral, sob o patrocínio de empresários apoiantes de Bolsonaro.

O jornal informou que descobriu um contrato de 12 milhões de reais (cerca de 2,8 milhões de euros) de uma empresa que distribuiu este tipo de mensagens com empresários que teriam agido como patrocinadores, incluindo a rede comercial brasileira Havan, cujo dono já foi autuado pela Justiça por tentar obrigar os seus funcionários a votarem em Bolsonaro.

Bolsonaro já negou que tenha pedido patrocínio de empresários para distribuir conteúdo no WhatsApp e disse, em entrevista ao portal de notícias O Antagonista, que não tem controlo do que fazem seus apoiantes.

Já a equipa jurídica da campanha de Bolsonaro informou que vai adotar diversas medidas judiciais contra o jornal e o candidato Fernando Haddad, do PT, que afirmou que as denúncias demostram uso ilegal de recursos na campanha do candidato da extrema-direita.

A segunda volta das presidenciais brasileiras será disputada por Bolsonaro e Haddad no próximo dia 28 de outubro.

Ler mais
Recomendadas

OE2019: PCP entrega 176 propostas de alteração com baixa do IVA também nas touradas

João Oliveira falava em conferência de imprensa, no parlamento, em Lisboa, acompanhando pelo vice-presidente da bancada do PCP António Filipe e dos deputados Paulo Sá e Duarte Alves, que explicaram algumas das propostas de alteração ao OE2019 que foram sendo apresentadas desde há duas semanas e até às 19:00 de hoje.

OE2019: PS propõe que se alargue à CGA alívio de penalizações por reforma antecipada

O PS anunciou hoje que vai apresentar uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2019 para alargar o regime de flexibilidade de acesso à reforma antecipada aos subscritores da Caixa Geral de Aposentações (CGA).

OE2019: PS propõe mais meio milhão de euros para a PJ

No aditamento, o grupo parlamentar do PS justifica que “a proposta de alteração visa reforçar a capacidade de investimento da PJ”, dando “o devido enquadramento à aposta no apetrechamento técnico e melhoria de recursos desta entidade”.
Comentários