Brexit: descontentes trabalhistas e conservadores podem formar novo partido

A nova formação poderia tentar somar os conservadores que não querem o Brexit aos trabalhistas que não querem o partido tão à esquerda como está pela mão de Jeremy Corbyn.

Reuters

São cada vez mais sonoros os rumores de que um grupo de parlamentares trabalhistas, conservadores e liberais democratas descontentes com o rumo que a questão do Brexit está a tomar poderá avançar para a criação de um novo partido de centro-direita. A nova formação pode tentar navegar nas águas das formações tradicionais, atraindo os conservadores que não querem sair da União Europeia e os trabalhistas que não se revêm na agenda esquerdista de Jeremy Corbyn, atual líder do partido.

Os rumores subiram de tom durante o fim-de-semana, altura em que a primeira-ministra Theresa May escreveu uma carta aberta no jornal “Observer” em que afirma que está chegada a hora de o eleitorado trabalhista desistir de ideologias extremistas e juntar os seus votos aos conservadores para criarem, ou recuperarem, o conceito de One Nation, que teve em Margaret Thatcher a sua grande inspiradora.

A primeira-ministra diz no seu texto que se as pessoas que antes apoiavam os trabalhistas olhassem para o programa do seu governo, onde se encontram promessas de aumentar a construção de moradias e abrir os mercados das dívidas privadas, descobririam que não são motivos ideológicos mas valores que estão por trás da sua nova postura – inaugurada na convenção conservadora da semana passada.

“Eu quero que os eleitores que anteriormente pensavam em si mesmos como partidários dos trabalhistas olhem para o meu governo de novo. Encontrarão um programa decente, moderado e patriótico que merece apoio”, afirma Theresa May.

May argumenta que num tempo em que as tradicionais alianças políticas contam cada vez menos, os conservadores agora têm a responsabilidade de “oferecer o nosso apoio” a milhões de ex-eleitores trabalhistas que estão insatisfeitos com as movimentações do partido sob liderança de Jeremy Corbyn.

Recomendadas

Primeira visita de um chefe de Estado chinês a Pyongyang em 14 anos

O Presidente da China partiu esta quinta-feira, 20 de junho, para a primeira visita, desde 2005, de um líder chinês à Coreia do Norte, para abordar, entre outras questões, o programa nuclear, dado o impasse nas negociações com os Estados Unidos.

Países da ASEAN reunidos para estudar acordo de livre comércio promovido por Pequim

Os líderes dos países da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), vão reunir-se para uma cimeira no fim de semana em Banguecoque, para estudarem um projeto de acordo de livre comércio promovido por Pequim.

Irão anuncia ter abatido drone norte-americano no sul do país

Os Guardas da Revolução do Irão anunciaram esta quinta-feira, 20 de junho, terem abatido um avião não-tripulado (‘drone’) norte-americano, em violação do espaço aéreo no sul do país, numa nova escalada de tensão entre Washington e Teerão.
Comentários