Bruxelas considera que digitalização da agricultura tanto vai criar desemprego como novos postos de trabalho

O diretor-geral do centro comum de Investigação da Comissão Europeia, Vladimír Šucha, disse esta quinta-feira, em Bruxelas, que a digitalização da agricultura vai levar à perda de postos de trabalho, mas também vai criar novos empregos.

O diretor-geral do centro comum de Investigação da Comissão Europeia, Vladimír Šucha, disse esta quinta-feira, em Bruxelas, que a digitalização da agricultura vai levar à perda de postos de trabalho, mas também vai criar novos empregos.

“É claro que vamos perder alguns empregos, mas também vamos criar outros. Ainda não sabemos bem em que moldes é que isso vai ocorrer”, disse Vladimír Šucha durante a sua intervenção no debate “A digitalização na cadeia alimentar”, organizado pela Comissão Europeia.

O responsável da Comissão Europeia referiu ainda que é necessário criar um modelo de negócio comum na União Europeia.

“Temos um modelo de negócio do ocidente e outro a leste, mas nenhum deles está em linha com a União Europeia. Temos de encontrar a nossa própria abordagem”, sublinhou.

Vladimír Šucha adiantou também que a Política Agrícola Comum (PAC) pós 2020 vai ser mais simplificada e digitalizada, por exemplo, “chegará um ‘smartphone’ ou um ‘tablet’ para evitar alguma burocracia”.

Segundo a Comissão Europeia, a PAC pós 2020 será dotada, globalmente, com um orçamento de 365 mil milhões de euros, prevendo uma nova forma de trabalhar, uma distribuição mais justa dos apoios, maiores ambições no domínio do ambiente e utilização intensiva dos conhecimentos e da inovação.

Ler mais
Recomendadas

Trump promete não construir torre se comprar a Gronelândia

“Prometo não fazer isto na Gronelândia”, afirma Trump no Twitter. A publicação do presidente sobre a compra da ilha dinamarquesa pode querer significar que Donald Trump quer avançar com a oferta irrealista. O Governo de Copenhaga já deixou bem claro que a Gronelândia não está à venda e que a ideia é “absurda”.

Produção no setor da construção cresce mais em Portugal do que na UE em junho

Em junho deste ano em comparação com o mês homólogo do ano passado, a produção média no setor da construção subiu 1% na zona euro e 0,6% na UE. Em Portugal, a subida foi maior, de 1,4%.

Continente e Madeira em risco muito elevado de exposição aos raios UV

Dezassete distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira apresentam hoje um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).
Comentários