Comércio Externo: Preços de produtos importados em Cabo Verde aumentaram 1,4% em Junho de 2018

Os preços dos produtos importados em Junho aumentaram 1,4 por cento (%), valor superior em 0,5 pontos percentuais (p.p.) face ao registado em Maio deste ano, segundo dados do comércio externo, divulgados hoje pelo INE.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), no mesmo mês, a taxa de variação dos preços dos produtos exportados fixou-se em 1,1%, aumentado 1,9 p.p. face ao valor registado no mês anterior.

A taxa de variação mensal registada pelo Índice de Termos de Troca (ITT) foi de -0,2%, valor superior em 2,4 p.p. face ao registado no mês anterior.

Em Junho de 2018, o índice de preço da importação situou-se em 100,4 tendo conhecido um aumento de 1,4% relativamente ao mês anterior, com o índice subjacente na importação a verificar um decréscimo de 0,7% face ao mês anterior.

Por outro lado, o índice volátil na importação aumentou 7,5% face ao mês de Maio de 2018.

Por destino económico dos bens, as categorias que contribuíram para a subida de preços foram “bens intermédios” (1,0%), e “bens de capital” (9,4%).

De acordo com o mesmo documento, a subida de preços na importação foi atenuada pelas categorias “bens de consumo ( -4,0%) e “produtos alimentares” (-5,0%).

Nas importações por principais secções, registaram-se aumentos mais expressivos de preços nos produtos minerais (4,1 %), metais comuns e suas obras (6,7%), máquinas e aparelhos, material elétrico e suas partes (8,1%), material de transporte (3,3%).

As diminuições de preços de maior relevância observaram-se nas secções: animais vivos e produtos do reino animal (4,7%), produtos do reino vegetal (-4,4%), gorduras e óleos animais ou vegetais, produtos da sua dissociação, gorduras alimentares elaboradas, cerras de origem animal ou vegetal (-7,4%).

Esses aumentos, segundo o INE, contribuíram para atenuar a evolução positiva do Índice Global da Importação. Em termos de variação homóloga, o índice de preço da importação aumentou 4,4%, relativamente ao mês de Junho de 2017.

Ainda de acordo com a mesma fonte, o índice subjacente na importação verificou, em Junho de 2018, um acréscimo de 7,9% face ao mês homólogo de 2017 e o índice volátil na importação diminuiu 4,0 % face ao mês de Junho de 2017.

Em relação ao índice de preços da exportação, em Junho deste ano, situou-se em 101,9%, correspondendo a um acréscimo de 1,1% face ao mês anterior.

O índice subjacente na exportação verificou um acréscimo de 2,9% face ao mês anterior e, por outro lado, o índice volátil na exportação diminuiu 3,1% face ao mês de Maio de 2018.

Já a taxa de variação homóloga do índice de preço das exportações situou-se em 2,1%.

O índice subjacente na exportação verificou, em Junho de 2018, um decréscimo de 5,2% face ao mês homólogo de 2017 e o índice volátil na exportação diminuiu 5,0% face ao mês de Junho de 2017.

Durante o período em análise, registou-se uma deterioração nos índices de termos de troca, com uma diminuição global de 0,2%, comparativamente ao mês anterior, indica o documento do INE.

O Índice de Preços do Comércio externo (ICE) é um indicador que tem por finalidade obter informação mensal sobre a evolução dos preços das trocas comerciais entre Cabo Verde e o resto do mundo.

Ler mais
Relacionadas

Cabo Verde: importações da Europa caíram 28% e Espanha ultrapassou Portugal como maior comprador de produtos cabo-verdianos

As exportações de Cabo Verde no primeiro trimestre de 2018, totalizaram em 1,5 milhões de contos contos, correspondendo a um acréscimo de 77,4%, mais de 600 mil contos face ao mesmo período do ano anterior. Espanha é o maior comprador de produtos cabo-verdianos, e verifica-se que as Exportações da Europa para Cabo Verde diminuíram 28,8%, enquanto cresce a importação de mercadorias da América (20,5%), da Ásia (41,6%) e o Resto do Mundo (34,3%).

Comércio externo: Cabo Verde está a importar cada vez mais

As taxas de importações e de reexportações aumentaram 16,3% e 74,8%, respetivamente e, as exportações diminuíram -18,1% em 2017, face ao ano anterior, segundo apurou os dados provisórios do comércio externo divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística.
Recomendadas

Cabo Verde recompra 40% da CV Telecom e põe fim ao litígio com a PT Ventures

O Estado cabo-verdiano e a empresa detida pela brasileira Oi assinaram esta terça-feira, na cidade da Praia, o acordo que acaba com o contencioso existente entre as duas entidades.

Governador do Banco de Cabo Verde não vai renovar mandato

João Serra anunciou que sairá do banco central cabo-verdiano em dezembro. “Até lá, continuo a ser governador, assumindo na plenitude as minhas responsabilidades”, disse.

Cabo Verde e Timor preparam fórum de inspetores da segurança alimentar e atividades económicas

A autoridade de inspeção timorense está na Praia para assinar um protocolo com IGAE. Em cima da mesa vão estar também os desafios do FISAAE, que congrega todos os serviços de inspeção da segurança alimentar e das atividades económicas da CPLP.
Comentários