Comércio Externo: Preços de produtos importados em Cabo Verde aumentaram 1,4% em Junho de 2018

Os preços dos produtos importados em Junho aumentaram 1,4 por cento (%), valor superior em 0,5 pontos percentuais (p.p.) face ao registado em Maio deste ano, segundo dados do comércio externo, divulgados hoje pelo INE.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), no mesmo mês, a taxa de variação dos preços dos produtos exportados fixou-se em 1,1%, aumentado 1,9 p.p. face ao valor registado no mês anterior.

A taxa de variação mensal registada pelo Índice de Termos de Troca (ITT) foi de -0,2%, valor superior em 2,4 p.p. face ao registado no mês anterior.

Em Junho de 2018, o índice de preço da importação situou-se em 100,4 tendo conhecido um aumento de 1,4% relativamente ao mês anterior, com o índice subjacente na importação a verificar um decréscimo de 0,7% face ao mês anterior.

Por outro lado, o índice volátil na importação aumentou 7,5% face ao mês de Maio de 2018.

Por destino económico dos bens, as categorias que contribuíram para a subida de preços foram “bens intermédios” (1,0%), e “bens de capital” (9,4%).

De acordo com o mesmo documento, a subida de preços na importação foi atenuada pelas categorias “bens de consumo ( -4,0%) e “produtos alimentares” (-5,0%).

Nas importações por principais secções, registaram-se aumentos mais expressivos de preços nos produtos minerais (4,1 %), metais comuns e suas obras (6,7%), máquinas e aparelhos, material elétrico e suas partes (8,1%), material de transporte (3,3%).

As diminuições de preços de maior relevância observaram-se nas secções: animais vivos e produtos do reino animal (4,7%), produtos do reino vegetal (-4,4%), gorduras e óleos animais ou vegetais, produtos da sua dissociação, gorduras alimentares elaboradas, cerras de origem animal ou vegetal (-7,4%).

Esses aumentos, segundo o INE, contribuíram para atenuar a evolução positiva do Índice Global da Importação. Em termos de variação homóloga, o índice de preço da importação aumentou 4,4%, relativamente ao mês de Junho de 2017.

Ainda de acordo com a mesma fonte, o índice subjacente na importação verificou, em Junho de 2018, um acréscimo de 7,9% face ao mês homólogo de 2017 e o índice volátil na importação diminuiu 4,0 % face ao mês de Junho de 2017.

Em relação ao índice de preços da exportação, em Junho deste ano, situou-se em 101,9%, correspondendo a um acréscimo de 1,1% face ao mês anterior.

O índice subjacente na exportação verificou um acréscimo de 2,9% face ao mês anterior e, por outro lado, o índice volátil na exportação diminuiu 3,1% face ao mês de Maio de 2018.

Já a taxa de variação homóloga do índice de preço das exportações situou-se em 2,1%.

O índice subjacente na exportação verificou, em Junho de 2018, um decréscimo de 5,2% face ao mês homólogo de 2017 e o índice volátil na exportação diminuiu 5,0% face ao mês de Junho de 2017.

Durante o período em análise, registou-se uma deterioração nos índices de termos de troca, com uma diminuição global de 0,2%, comparativamente ao mês anterior, indica o documento do INE.

O Índice de Preços do Comércio externo (ICE) é um indicador que tem por finalidade obter informação mensal sobre a evolução dos preços das trocas comerciais entre Cabo Verde e o resto do mundo.

Ler mais
Relacionadas

Cabo Verde: importações da Europa caíram 28% e Espanha ultrapassou Portugal como maior comprador de produtos cabo-verdianos

As exportações de Cabo Verde no primeiro trimestre de 2018, totalizaram em 1,5 milhões de contos contos, correspondendo a um acréscimo de 77,4%, mais de 600 mil contos face ao mesmo período do ano anterior. Espanha é o maior comprador de produtos cabo-verdianos, e verifica-se que as Exportações da Europa para Cabo Verde diminuíram 28,8%, enquanto cresce a importação de mercadorias da América (20,5%), da Ásia (41,6%) e o Resto do Mundo (34,3%).

Comércio externo: Cabo Verde está a importar cada vez mais

As taxas de importações e de reexportações aumentaram 16,3% e 74,8%, respetivamente e, as exportações diminuíram -18,1% em 2017, face ao ano anterior, segundo apurou os dados provisórios do comércio externo divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística.
Recomendadas

Governo de Cabo Verde cria entidade reguladora independente para a saúde

Governo de Cabo Verde cria entidade reguladora independente para a saúde.

Correios de Cabo Verde vão modernizar entregas de encomendas

Haverá a introdução de computadores de dimensão reduzida com capacidade para, de entre muitos, efetuar registo das encomendas e recolher assinaturas digitais, designados Personal Digital Assistant.

ASF vai passar a cooperar com o Banco de Cabo Verde

O protocolo assinado hoje, sexta-feira, incide sobre os domínios do intercâmbio de informações, da formação profissional e da assistência técnica.
Comentários