Espionagem financiada? FBI e CIA desaconselham compra de tecnologia chinesa

Durante uma audiência no Senado dos EUA, um grupo de líderes de agências de inteligência, incluindo FBI, CIA e NSA, alertou para os riscos da utilização da tecnologia chinesa dentro dos Estados Unidos.

As Agências de inteligência norte-americanas estão a pedir aos cidadãos que não utilizem produtos e serviços disponibilizados por algumas empresas chinesas, incluindo a Huawei e a ZTE, devido a riscos de espionagem financiada pelo governo chinês.

Durante uma audiência no Senado, um grupo de líderes de agências de inteligência, incluindo FBI, CIA e NSA, alertou para os riscos da utilização da tecnologia chinesa dentro do país liderado por Donald Trump.

De acordo com o diretor do FBI, Chris Wray, citado pela CNBC, a utilização de equipamentos fabricados por companhias que são aliadas do governo chinês representa uma grande porta de entrada para ataques informáticos.

“Os riscos são altos o suficiente para que não seja recomendada à sociedade civil e, principalmente, a empresas e órgãos governamentais, a compra de equipamentos desse tipo”, alerta o mesmo responsável, acrescentando que “já foram detectadas tentativas de espionagem, seja ela industrial ou não, através de produtos como modems, routers e smartphones”.

Os smartphones da Huawei ganharam bastante popularidade nos últimos anos e a empresa posicionou-se entre as cinco maiores fabricantes do mundo em 2017. O plano de expansão para os EUA tem, no entanto, encontrado bastante resistência dentro do país.

No início do ano, a empresa chinesa tentou lançar o Mate 10 Pro no mercado norte-americano, mas a única operadora que aceitou negociar o dispositivo acabou por desistir, alegadanmente por sofrer pressões políticas.

Apelidada de “braço do governo chinês” pelos senadores norte-americanos, desde 2014 que a Huawei não pode fechar contratos públicos dentro dos EUA.