Governo estará a planear novo reembolso antecipado ao FMI

Fonte oficial do ministério das Finanças explicou ao Dinheiro Vivo que “a solicitação de um novo pedido de autorização para reembolso antecipado do empréstimo ao FMI terá de ser equacionada conjuntamente com outras alternativas, no âmbito da gestão da dívida pública”.

O ministério das Finanças estará a ponderar pagar de forma antecipada o empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI) ainda este ano, segundo noticia o Dinheiro Vivo. Portugal ainda detém uma dívida de 4,7 mil milhões por pagar à instituição e o ministério liderado por Mário Centeno estará a “equacionar reembolso antecipado conjuntamente com outras alternativas”.

Fonte oficial do ministério explicou ao Dinheiro Vivo que “a solicitação de um novo pedido de autorização para reembolso antecipado do empréstimo ao FMI terá de ser equacionada conjuntamente com outras alternativas, no âmbito da gestão da dívida pública”.

Portugal é obrigado a pedir formalmente autorização aos credores oficiais para pagar antecipadamente ao  FMI, mas não deverá ter oposição já que não é a primeira vez. Os juros pagos por Portugal pelo empréstimo do FMI estão acima das atuais taxas praticadas no mercado, pelo que as Finanças e o Tesouro têm realizado reembolsos antes do prazo para diminuir o volume de dívida pública e poupar nos juros.