Grupo ISQ expande atividade para a Ásia

Segundo Pedro Matias, presidente do ISQ, “há vários investimentos a serem desenvolvidos no Cazaquistão em áreas como Infra-estruturas, Pipelines, Oil&Gas, Refinarias, Redes de Energia, Energias Renováveis, Mineração, Indústrias de Processo, etc., e o ISQ pode colocar as suas competências ao serviço destas indústrias”.

O Grupo ISQ anunciou hoje a abertura de uma delegação no Cazaquistão no âmbito do seu processo de internacionalização, de acordo com comunicado da empresa.

Segundo Pedro Matias, presidente do ISQ, “há vários investimentos a serem desenvolvidos no Cazaquistão em áreas como Infra-estruturas, Pipelines, Oil&Gas, Refinarias, Redes de Energia, Energias Renováveis, Mineração, Indústrias de Processo, etc., e o ISQ pode colocar as suas competências ao serviço destas indústrias”.

O ISQ é, já hoje, uma empresa global que já opera em mais de 20 geografias e para grandes multinacionais, “temos 1400 colaboradores, 800 em Portugal e 600 espalhados por todo o Mundo. O que fazemos em Portugal e no Mundo e que é reconhecido como de excelência podemos fazer também no Cazaquistão e mesmo na região da Eurásia”, complementa Pedro Matias.

Recomendadas

Calçado vegan? Sim, também já há

Uma empresa da Póvoa de Lanhoso considera que nem mesmo uma indústria tradicional como o calçado precisa de recorrer a produtos que, do ponte de vista da sustentabilidade, não fazem sentido.

Crédito Agrícola elege nova administração a 25 de maio

A Caixa Central de Crédito Agrícola é responsável pela coordenação e supervisão das 80 Caixas de Crédito Agrícola Mútuo e é liderada por Licínio Pina desde 2013, há dois mandatos. O gestor trabalha no banco há mais de 30 anos.

Empresas começam projetos de inovação mas não conseguem acabar mais de metade

O excesso de projetos, a falta de liderança e a ausência de processos estão a bloquear o desenvolvimento das organizações mundiais, segundo o estudo “Having a successful innovation agenda”, elaborado pela multinacional Oracle.
Comentários