Joana Marques Vidal deverá continuar na PGR

O semanário “Expresso” revela que falta apenas ouvir os partidos com assento parlamentar. António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa já terão combinado a data e a forma de anunciar a recondução.

Cristina Bernardo

É quase certa a recondução de Joana Marques Vidal na Procuradoria-Geral da República (PGR), falta apenas ouvir o que têm a dizer os partidos com assento parlamentar, segundo a notícia avançada este sábado pelo “Expresso”.

Ao que o semanário apurou junto de fontes ligadas ao processo, a confirmação de que a procuradora se mantém à frente do Ministério Público “está na calha” – de acordo com a expressão utilizada pelos porta-vozes – mas só se tornará pública, pelo menos, depois de António Costa regressar da visita oficial a Angola.

Em causa está o facto de Joana Marques Vidal estar associada à PGR e ao processo relativo a Manuel Vicente, contestado pelo governo de Luanda. No entanto, após a ministra da Justiça falar com os partidos e o primeiro ministro voltar deverá saber-se se a atual procuradora se mantém no cargo. O jornal refere que António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa até já combinaram a data e a forma de anunciar a sua recondução.

Recomendadas

‘Hacker’ do Benfica fica em prisão domiciliária na Hungria

O português Rui Pinto, que terá acedido ilegalmente aos e-mails do Benfica, detido na quarta-feira, em Budapeste, ficou hoje em prisão domiciliária.

Governo vai avaliar riscos de corrupção nos decretos-lei

“Não podemos ignorar os resultados dos múltiplos estudos de distintas entidades que invariavelmente apontam para estarmos longe de obtermos vencimento na luta contra a corrupção”, justificou o secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros.

PremiumViolação do segredo de Estado acelerou detenção de ‘hacker’

Divulgação do processo do ‘super-espião’ Jorge Silva Carvalho em blogue, com dados confidenciais do SIS, precipitou detenção de ‘hacker’ do Benfica.
Comentários