Novo serviço “Caixa Mobile” vai melhorar a gestão financeira e facilitar a vida dos clientes

O administrador executivo da Caixa Económica de Cabo Verde, Antão Chantre, afirmou esta quinta-feira que o novo serviço “Caixa Mobile”, desenvolvido pela empresa, vai melhorar a gestão financeira e facilitar a vida dos clientes.

Antão Chantre fez estas declarações à imprensa, à margem do acto de lançamento do aplicativo “Caixa Mobile”, realizado esta quinta-feira, na cidade da Praia, tendo na ocasião afirmado que a Caixa Mobile é uma aplicativo fácil, seguro, cómodo e com soluções inovadoras.

“Os clientes podem aceder aos serviços a qualquer hora e em qualquer lugar. Com este aplicativo são eliminados os custos de deslocação às agencias e ATM´s e melhora a gestão financeira no que se refere ao acesso a consulta e agendamento das transacções bancárias e a adesão á Caixa Mobile é gratuita”, elucidou.

Segundo este responsável, o Caixa Mobile é único aplicativo bancário em Cabo Verde que traz funcionalidades disruptivas, que permite aos clientes da Caixa Económica fazer o login com impressão digital e fazer o pagamento de serviços com recurso à fotografia e QR code.

“Hoje em dia, o mundo está a caminhar para a era digital e cada vez mais as pessoas utilizam telemóveis e em Cabo Verde temos mais de trezentos mil smartphones. E isso foi a estratégia da Caixa Económica aproveitar esse meio para disponibilizar o novo serviço, que é o de levar o banco para os smartphones, através da tecnologias”, disse.

Adiantou que este serviço permite aos clientes realizar as operações bancárias a um click de distância, comunicando interactivamente através de dispositivos moveis, nomeadamente, tablets ou smartphones, mediante o download do respectivo aplicativo.

“Queremos também trazer a localização dos ATM.s na aplicação móvel porque com este aplicativo consigo ver onde estão localizados só ATM da Caixa Económica e qual é a disponibilidade ou status no momento”, afirmou, salientando, que até ao final a Caixa Económica pretende trazer mais inovações, a fim de se ter um banco cada vez mais digital.

Entretanto, esclareceu que a funcionalidade deste aplicativo depende do rápido funcionamento da rede interne, garantindo, por outro lado, que relativamente à segurança bancária dos clientes, a Caixa Económica, sendo um banco com certificado de segurança, seguiu as melhores práticas internacionais nesse aspectos.

Para a materialização deste aplicativo, de acordo com o administrador executivo, foi contratada uma empresa que implementou o design em que os requisitos foram pensados pelos técnicos da Caixa Económica, com enfoque nas melhores práticas internacionais.

Ler mais
Recomendadas

Primeiro-ministro cabo-verdiano fala em “sucesso” na deslocação a Paris

“Cabo Verde precisa do apoio dos seus parceiros, muitos tradicionais e outros novos, para deixarmos de ter mais necessidade de ajuda num futuro que queremos construir com mais sustentabilidade”, referiu.

Cabo Verde: Parceiros mobilizam 850 milhões de euros em fórum de investimento

Será para o chefe do executivo cabo-verdiano, o valor será para financiamento do plano do Desenvolvimento Sustentável e foi mobilizado junto de parceiros como o BIDC, o FIDA, o BM, o BAB, o BADEA, PNUD e Luxemburgo.

Primeiro-ministro de Cabo Verde repudia especulação sobre remodelação governamental

Em entrevista ao Jornal Económico Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, primeiro-ministro de Cabo Verde, falou das prioridades do seu governo.
Comentários