Observatório promove conferência sobre prevenção da fraude

A conferência terá três mesas redondas, uma sobre a fraude nos seguros, outra sobre a fraude na saúde e uma terceira sobre prevenção da fraude. Iniciativa conta com o apoio do Jornal Económico.

Cristina Bernardo
Ler mais

O Observatório Português de Compliance e Regulatório (OPCR) realiza hoje a “conferência sobre prevenção da fraude”, numa iniciativa que conta com o apoio do Jornal Económico, como media partner.

A conferência terá como principais oradores Pedro Subtil, partner da consultora EY, que fará uma intervenção intitulada “integrity in the spotlight: the future of compliance”; e Rute Serra, vice-presidente do Observatório de Economia e Gestão de Fraude, que fará uma intervenção sobre “interesses públicos e privados: a gestão do conflito”.

Realizar-se-ão três mesas redondas, uma sobre a fraude nos seguros, outra sobre a fraude na saúde e uma terceira sobre prevenção da fraude.

O encontro terá lugar entre as 09h00 e as 17h00, na Sociedade de Geografia de Lisboa.

O OPCR foi constituído no ano passado, sob a liderança de Nuno Moraes Bastos (presidente) e Miguel Trindade Rocha (presidente executivo), com o objetivo de promover o conhecimento e a valorização social das atividades de compliance e regulatório, procurando definir padrões de qualidade para o exercício profissional dessas áreas. Junta especialistas do mundo do direito, da finança e das empresas.

Além da realização de conferências e outros eventos, a associação vai elaborar códigos de ética, recomendações e manuais de procedimentos, entre outras iniciativas previstas nos seus estatutos.

Relacionadas

“É difícil” analisar eficácia dos custos do combate à lavagem de dinheiro, alerta investigadora

Hanna Deleanu, da Universidade de Utrecht, esteve na 2ª conferência internacional sobre prevenção e deteção do branqueamento de capitais promovida pelo Observatório Português de Compliance e Regulatório. As estatísticas “não nos dizem se o dinheiro está a ser bem gasto ou não”, defende.

Seguradoras afirmam que “correm menos riscos” de lavagem de dinheiro do que os bancos

O presidente da Associação Portuguesa de Seguradores, José Galamba de Oliveira, afirma que não basta ter sistemas de software adequados e procedimentos definidos para mudar a estrutura de uma organização em termos de compliance: “É preciso mudar comportamentos de cima para baixo”, afirma.

Observatório de Compliance e Regulatório lança programa de ‘mentoring’

A organização apresentou esta quarta-feira, em primeira mão, o novo programa de orientação para universitários e ‘new joiners’ na área de Compliance.

Observatório de Compliance: “Entidades de supervisão devem trocar mais informação entre si”

A 2ª conferência internacional sobre prevenção e deteção do branqueamento promovida pelo Observatório Português de Compliance e Regulatório realiza-se esta quarta-feira, 21 de março, e conta com o apoio do Jornal Económico. “Compliance não é cumprir normas, ultrapassa negócios e parcerias”, lembra Pedro Bobião, da Moody’s Analytics.
Recomendadas

VEM “não foi aposta boa” mas trabalhei com transparência, garante Fernando Pinto

Segundo a edição de domingo do jornal Público, Fernando Pinto foi constituído arguido, no âmbito da investigação da Polícia Judiciária à compra da VEM, processo que decorreu entre 2005 e 2007, sob a suspeita de gestão danosa. Ex-presidente da TAP defende-se.

“Ilegalidades” e “erros de facto”: Multa sobre controlo da PT gera acusações da Altice a Bruxelas

No final de abril, a Comissão Europeia decidiu aplicar uma multa de 125 milhões de euros à multinacional Altice por esta ter concretizado a compra da operadora PT Portugal antes da notificação ou do aval de Bruxelas, violando assim as regras comunitárias.

Ministro da Economia pela primeira vez no Modtissimo

Manuel Caldeira Cabral vai estar no mais antigo certame ibérico do setor, que este ano espera mais de 400 compradores internacionais.
Comentários