Superbrands: há uma marca portuguesa entre as 10 preferidas pelos consumidores

Dentro dos setores avaliados, aqueles mais relevantes são os de auto, eletrónica e moda de consumo, superfícies comerciais e desporto.

A Superbrands (uma organização internacional que distingue marcas de excelência em 89 países) juntamente com o FuturecastLab do ISCTE, apresentaram os resultados de um estudo sobre as tendências de consumo em Portugal nos últimos cinco anos. O Continente revelou ser a marca portuguesa favorita dos consumidores.

No estudo, entitulado de ”Insights e Tendências das Marcas de Excelência em Portugal”, que foi feito com base na opinião consumidor português, foi-lhes pedido que, de forma espontânea, referissem marcas que conhecessem e que melhor satisfizessem as necessidades, as mais relevantes.

Há uma marca portuguesa, entre as 10, referidas de forma consistente pelos portugueses no estudo de consumidor feito pela organização. O Continente surge no ranking das marcas consideradas relevantes. Num top 10 em que surgem outras nove internacionais como Adidas, Apple, Mercedes, BMW, Nestlé, Nike, Coca-Cola, Samsung e Sony, as marcas tecnológicas prevalecem em relevância.

Foram avaliados 1.100 portugueses por ano, totalizando cerca de 5.500 participantes num espaço de cinco anos. Dentro dos setores avaliados, aqueles mais relevantes são os de auto, electrónica e moda de consumo, superfícies comerciais e desporto. A média dos homens entrevistados, 49,2%, citam preferências pelas marcas de automóveis, desporto e telecomunicações. Já as mulheres, que ocupam 50,8% dos resultados do estudo, têm mais tendência para citar marcas de moda, superfícies comerciais, higiene pessoal e alimentação. Os mais jovens tendem a privilegiar o mobile e electrónica de consumo, moda e desporto enquanto que os mais velhos tendem preferência pelo auto e as superfícies comerciais.

Relacionadas

China apela ao livre comércio face a escalada na guerra comercial

“É essencial defendermos os princípios básicos do multilateralismo e livre comércio”, afirmou o primeiro-ministro chinês.

Altri e Sonae brilham na Bolsa de Lisboa que fecha em alta em linha com Europa

Carla Santos, Senior Broker, da XTB, diz na sua análise que o mercado europeu reagiu em alta com as medidas conciliatórias de Trump face à China.

Respostas Rápidas: Que produtos foram afetados pelas tarifas dos EUA à China?

Em que ponto está a guerra comercial? Qual a lista de produtos impactados? Como reagiu a China? O que dizem os analistas? Segundo os cálculos do instituto alemão Ifo, estas tarifas irão travar o crescimento da China em 0,1 a 0,2 pontos percentuais e colocar a Europa numa posição mais forte.
Recomendadas

Negócios com Islândia, Noruega e Liechtenstein têm fundos de mais dois milhões

A economia do mar, a mobilidade e a saúde mental são algumas das áreas que poderão ser financiadas pelo Fundo de Relações Bilaterais.

Consumidores nacionais preferem vinho tinto, em casa, com familiares e amigos

Segundo o estudo da consultora Levelsource, o local preferido de compra de vinhos varia entre os hipermercados e supermercados (47%), as lojas de vinhos (28%), compra direta aos produtores (15%), ‘sites’ e mercearias (comércio tradicional), por exemplo (10%).

Pesca em 2019 na União Europeia discutida terça-feira

A proposta avançada pela Comissão Europeia prevê a redução dos totais admissíveis de capturas em 22 unidades populacionais, incluindo a pescada em águas continentais e dos arquipélagos, a arinca e o lagostim.
Comentários