Valença reforça cooperação com município cabo-verdiano de Santa Catarina

O autarca português disse que os laços entre os governos de Portugal e Cabo Verde vão estreitar-se, para que os jovens santa-catarinenses que precisam de trabalho possam encontrar no município português uma opção de vida.

As câmaras municipais de Santa Catarina, em Cabo Verde, e de Valença, em Portugal, reforçaram esta terça-feira a sua cooperação iniciada em 2017, sobretudo nos domínios do desporto e juventude e ainda analisaram novas áreas para “futuras parcerias”. A informação foi avançada pelo edil [vereador] santa-catarinense, José Alves Fernandes, em declarações à imprensa no final de um encontro que manteve com o presidente da Câmara Municipal de Valença, Jorge Mendes, que se faz acompanhar de um assessor.

No domínio do desporto, o autarca português reiterou o seu apoio na iluminação de campos de futebol, mas também no arrelvamento do campo de Ribeira da Barca, que segundo a edilidade os trabalhos de terraplanagem já se encontram em curso. A nível da juventude, analisaram a possibilidade de jovens santa-catarinenses irem fazer formações nos estabelecimentos de ensino e ainda trabalhar nas empresas daquele município português.

Deste reforço da cooperação consta ainda formações para técnicos da Câmara Municipal de Santa Catarina, no domínio do turismo, empreendedorismo, ação social, cultura e agricultura, sobretudo no plantio da vinha. Na ocasião, discutiu-se também a possibilidade do município de Valença apoiar a congénere cabo-verdiana na reabilitação de habitação social, estando neste momento identificadas 2000 casas por reabilitar, mormente tectos, e ainda no domínio da educação.

Para o presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina, esta cooperação iniciada em 2017 tem traduzido na melhoria da qualidade de vida dos santa-catarinenses e tem trazido “ganhos” para aquele município do interior de Santiago. Por seu lado, o presidente da Câmara Municipal de Valença, que disse conhecer outros países e municípios africanos, considerou que o progresso que viu em Santa Catarina “não tem nada a ver” com o dos outros concelhos africanos visitados.

O autarca português, que se mostrou surpreendido com o “avanço, progresso e desenvolvimento” que se tem registado em Santa Catarina, afirmou ainda que “Santa Catarina está num patamar de desenvolvimento muito próximo daquilo que se passa na Europa”, que, ao seu ver, é fruto do trabalho da equipa camarária. No seu entender, alguns problemas existentes entre os dois municípios podem ser solucionados, referindo-se à mão-de-obra jovem do município de Santa Catarina que pode ir trabalhar em Valença que carece de mão-de-obra jovem qualificada e não qualificada, fruto do investimento industrial que a região está a registar de momento.

Tendo em conta os constrangimentos por causa dos vistos, avançou que vão estreitar os laços entre os governos de Portugal e Cabo Verde para que possam “acelerar” todo esse processo para que os jovens santa-catarinenses que precisam de trabalho possam encontrar em Valença uma opção de vida. O também vice-presidente da Associação dos Municípios de Alto Minho prometeu usar da sua influência para que o município cabo-verdiano possa firmar protocolos com os demais nove municípios desta região, visando dar oportunidades aos jovens, sobretudo na área do desporto.

Ler mais
Recomendadas

Banco Interatlântico alerta para tentativa de ‘phishing’

O banco comercial cabo-verdiano diz os emissores da mensagem solicitam a atualização de dados pessoais do recetor sob a condição de bloqueio da conta bancária.

PAICV acusa governo de Cabo Verde de financiar empresas estrangeiras com recursos internos

O secretário-geral do Partido Africano da Independência de Cabo Verde, Julião Varela, apresenta o exemplo da privatização da TACV, que deu origem à Cabo Verde Airlines, companhia aérea na qual o executivo cabo-verdiano injetou 22 milhões de euros só em 2018.

Banco de Cabo Verde dá prazo de seis meses para retirar de circulação nota de 1000 escudos

A nota de 1000 escudos, com a efígie de António Aurélio Gonçalves, foi emitida em 2007.
Comentários