Albuquerque quer política de criação de emprego em vez de “conversa fiada e slogans”

O governante afirmou que o paleio é bom para programas de televisão “mas nunca deu emprego e rendimento a ninguém”.

A Madeira tem de seguir uma política centrada no trabalho, investimento, e na criação de emprego, considerou Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional. “De fantasia e de conversa fiada ninguém vive”, alertou o governante.

“O paleio é bom para programas de televisão mas nunca deu emprego nem de comer, nem rendimento a ninguém”, reforçou o governante na entrega de apoios no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural da Madeira (PRODERAM).

O governante salientou ainda a importância dos apoios europeus na área agrícola para garantir o desenvolvimento da Região Autónoma.

Albuquerque disse ainda ser de relevo aproveitar a fase de crescimento económico que a Madeira tem atravessado.

 

Recomendadas

Rui Rio diz que o Governo socialista engana permanentemente os portugueses

“O grande engano é quando nos vendem uma situação económica de quase milagre económico e depois todos descobrimos que não pode fazer isto e aquilo porque não têm meios”, disse Rui Rio, no encerramento do XVII Congresso do PSD/Madeira, no Funchal, em que Miguel Albuquerque foi reeleito presidente.

“Trabalhar na hotelaria não é sexy”, defende gestor hoteleiro

Num painel sobre formação em turismo, André Barreto, gestor hoteleiro e economista, explicou que “não está na moda” por exemplo ser recepcionista enquanto que outras áreas do turismo como barman e cozinheiro têm ganho outro destaque.

Dívida Pública da Madeira cresce 3,6% do segundo para o terceiro trimestre de 2018

No ano de 2017 a dívida registou o valor mais alto dos últimos 10 anos. A dívida apresentou uma subida de 5,8% entre o segundo trimestre de 2017 e 2018.
Comentários