C&A Iberia fecha semestre com aumento de 7% nas vendas

Atualmente, a C&A conta com 118 lojas e 2.069 colaboradores em Portugal e Espanha.

A C&A, grupo internacional de vestuário/moda a operar em Portugal, anunciou o registo, no primeiro semestre deste ano, de um aumento de 6,8% nas vendas em Portugal e Espanha, número que compara com os resultados obtidos em igual período de 2017.

Estes resultados, esclarece a empresa em comunicado, assentes numa subida “significativa do número de transações e de visitantes nas lojas”, tendo sido obtidos num período de “grande complexidade para o setor, na sequência das baixas temperaturas registadas nos primeiros meses do ano que levaram a uma queda generalizada de vendas”.

Por outro lado, estes números também são explicados pela nova estratégia corporativa da C&A a nível global, através da qual tem vindo a ser trabalhado “um novo e ambicioso projeto de transformação”, que visa, gradualmente, implementar o um novo conceito de loja em todos os pontos de venda.

Estas mudanças, explica Domingo Esteves, diretor geral da C&A para Portugal e Espanha, são “grandes desafios”, que pretendem “oferecer uma experiência de compra mais eficiente aos nossos clientes, que vão ao encontro das suas novas necessidades”.

No final de 2017, mais de 10% das cerca de 1.500 lojas C&A na Europa já estavam a receber os seus clientes com uma imagem renovada. Um plano que continua o trabalho iniciado no passado ano fiscal, onde foram modernizados 45 pontos de venda a nível europeu.

A empresa espera triplicar este número em 2018/2019 com a integração de mais 134 lojas, apoiadas pelos resultados obtidos nos espaços renovados na Europa, que já geraram uma média de 10% de crescimento nas vendas.

Como parte da estratégia para gerar uma experiência de compra diferenciadora e de valor, a C&A impulsionou, nos últimos meses, a sua aposta no e-commerce, com o lançamento de uma nova loja online europeia, disponível em 11 países, incluindo Portugal. Com esta nova plataforma, a C&A duplicou a sua atividade de comércio eletrónico, passando de 9 para 20 países com acesso à venda online da marca.

 

Ler mais
Recomendadas

“Más práticas quase são incentivadas pela não penalização”

Portugal sai destacado pelas piores razões num estudo da Intrum a nível europeu sobre as dívidas às empresas. Luís Salvaterra sublinha que o êxito da recuperação do dinheiro depende da rapidez.

Maioria dos comerciantes europeus desconhece padrões de pagamento que chegam em setembro

Um estudo da Mastercard, realizado entre setembro e novembro de 2018, concluiu que 75% dos comerciantes com lojas online não sabe o que é a SCA (Strong Costumer Authentication), obrigatória no âmbito da nova Diretiva de Serviços de Pagamento (PSD2).

Cinco bancos angolanos lucraram 42 milhões de euros até dezembro

Banco Comercial do Huambo (BCH) e Banco Comercial Angolano (BCA) registaram os maiores lucros.
Comentários