Fundação apoia cerca de 110 mil estudantes em Cabo Verde

O presidente da Fundação Cabo-verdiana de Acção Social Escolar (Ficase) disse esta sexta-feira que a instituição vai apoiar no ano lectivo 2018/2019 cerca de 110 mil alunos a nível nacional.

A Ficase disponibiliza alimentação escolar a 100 mil estudantes, entrega 20 mil kits escolares, disponibiliza transportes escolares a 15 mil alunos, faz pagamento de propinas a dois mil alunos e paga formação a seis mil.

O presidente da Fundação Cabo-verdiana de Acção Social Escolar (Ficase) disse esta sexta-feira que a instituição vai apoiar no ano lectivo 2018/2019 cerca de 110 mil alunos a nível nacional.

Em declarações à Inforpress, Albertino Fernandes, que se fez acompanhar pela directora Nacional de Educação na conferência de imprensa para falar do ano lectivo 2018/2019, disse que o apoio da instituição passa por várias vertentes a nível do sector.

Neste âmbito, informou que a Ficase disponibiliza alimentação escolar a 100 mil estudantes, a nível do EBI, entrega 20 mil kits escolares, disponibiliza transportes escolares a 15 mil alunos, faz pagamento de propinas a dois mil alunos e paga formação a seis mil.

A par isso salientou que a instituição contribui, ainda, com a estadia de 300 alunos nas cinco residenciais estudantis existentes no país.

“A Ficase alimenta cerca de 20 por cento da população juvenil do país”, concretizou.

Informou ainda, à Inforpress, que as cozinheiras das escolas do EBI, que em 2017 usufruíram do salário mínimo e que em 2019 vão receber 13 mil escudos, terão, em 2020, um salário à volta dos 15 mil escudos.

A Ficase é uma instituição do Estado que tem por missão promover a igualdade de oportunidades à comunidade educativa, desenvolvendo um conjunto de acções que garantam o sucesso e a qualidade do ensino/aprendizagem.

Ler mais
Recomendadas

Mulheres cabo-verdianas estão a ter menos filhos

A conclusão é do III Inquérito Demográfico e de Saúde Reprodutiva, que revelou também que a mortalidade infantil diminuiu para 18%.

INE de Cabo Verde começa a preparar recenseamento em março

O instituto iniciará a atualizaçao cartográfica e o pré-recenseamento no âmbito do Censo 2020. Em curso está o concurso para recrutamento de 156 agentes cartográficos que depois serão distribuídos por todo o território nacional para recolha de dados.

Sérvulo estabelece parceria com sociedade de advogados em Cabo Verde

A MJN Advogados, de Maria João de Novais, é o novo escritório parceiro da Sérvulo & Associados.
Comentários