Governo da Madeira assina seis protocolos de desenvolvimento e cooperação

Os protocolos chegam aos 49 mil e 500 euros.

O conselho de Governo da Madeira autorizou a celebração de seis protocolos de desenvolvimento e cooperação no valor de 49 mil e 500 euros.

A ideia um dos protocolos tem o valor de 20 mil euros, e destina-se a comparticipar financeiramente o Grupo Desportivo Estreito, para a realização dos seus eventos.

Foi celebrado com a Associação Regional de Canoagem da Madeira um protocolo de seis mil euros para realizar os seus eventos. Eduardo Rodrigues vai receber até 10 mil euros para assegurar a produção, criação e apresentação de eventos, em colaboração com núcleos de teatro, música e dança da Região.

O executivo autorizou ainda um protocolo com Ana Menezes, que não excede os seis mil euros, para assegurar a produção e apresentação de eventos de foto-performance, em formato de instalação, exposição e projeção de criação artística.

A associação Grupo de Folclore Monteverde, vai receber até 2 mil e 500 euros para promoção dos seus eventos, enquanto que a associação Banda Municipal do Funchal deve receber até cinco mil euros, para a produção e realização de eventos.

Recomendadas

R.I.R quer educação gratuita na Madeira

O partido refere que apesar dos apoios do Governo Regional e das Câmaras Municipais estes não são suficientes para “cobrir nem metade dos gastos” que o encarregados de educação têm com os filhos.

CDU-Madeira: mudança prometida por Albuquerque e Cafôfo não respondeu aos problemas das pessoas

Edgar Silva falou durante uma iniciativa política sobre as populações que são relegadas para as margens do desenvolvimento e que são esquecidas pelos governantes.

Paulo Cafôfo defende sustentabilidade ambiental e dinamização do setor pecuário

Na questão económica, Paulo Caôfo salientou o facto de a “esmagadora maioria” da carne para a espetada, o principal prato da gastronomia madeirense, vir dos Açores, bem como os laticínios.
Comentários