Paris vai preparar sanções caso Londres recuse atribuir licenças de pesca

“Não pedimos nenhum favor. Pedimos a aplicação do acordo, na íntegra, e ainda não conseguimos”, afirmou secretário de Estado dos Assuntos Europeus francês, Clément Beaune, admitindo, porém, que, nos últimos dias, o diálogo foi retomado, mas que os avanços são ainda “insuficientes”. 

O governo francês anunciou este domingo que vai preparar uma lista de sanções contra o Reino Unido caso Londres se recuse a atribuir, até 31 deste mês, as licenças a que considera ter direito para pescar nas ilhas anglo-normandas.

Numa entrevista ao canal de televisão “France 3”, o secretário de Estado dos Assuntos Europeus francês, Clément Beaune, lembrou que as licenças são atribuídas no quadro da saída do Reino Unido da União Europeia (UE) — Brexit — e que Paris não está a pedir favores a ninguém.

“Não pedimos nenhum favor. Pedimos a aplicação do acordo, na íntegra, e ainda não conseguimos”, afirmou Beaune, admitindo, porém, que, nos últimos dias, o diálogo foi retomado, mas que os avanços são ainda “insuficientes”.

Beaune indicou que, a pedido do primeiro-ministro francês, Jean Castex, os membros do Governo vão elaborar nos próximos dias a lista de sanções e adiantou que, por exemplo, será limitado o direito dos pescadores britânicos a desembarcarem as suas capturas em portos franceses.

O conflito pelos direitos de pesca dos franceses nas águas das ilhas anglo-normandas sob jurisdição britânica já dura há vários meses e apresenta diversos picos de tensão política.

No início do mês, Castex exigiu à Comissão Europeua “maior firmeza” em elação a Londres e avisou que, caso não cumprisse os seus objetivos, denunciaria os acordos de Brexit e a cooperação bilateral, que inclui nomeadamente os de controlo dos fluxos de imigrantes irregulares que tentam entrar no Reino Unido pela costa francesa.

Recomendadas

Alguns hotéis da Serra da Estrela com lotação esgotada para a passagem de ano

Um dos primeiros hotéis a esgotar foi o H2otel, em Unhais da Serra, Covilhã, que tem 90 quartos e cujo programa especial de fim de ano abrange três noites, com um preço médio de 980 euros.

Covid-19: Irlanda encerra discotecas e anuncia novas restrições para fazer face à variante Ómicrom

O Governo irlandês anunciou esta sexta-feira novas restrições para conter a disseminação da nova variante Ómicron da covid-19, que incluem o encerramento de discotecas ou o distanciamento social em alguns locais.

Portugal pode esperar “política de continuidade” do novo ministro das Finanças da Alemanha, diz analista germânico

O politólogo Benjamin Höhne acredita que as políticas seguidas pelo futuro ministro das Finanças alemão, o liberal Christian Lindner (na foto), favorecerão a “continuidade”, mais do que mudança, em relação aos países do sul da Europa como Portugal.
Comentários