Pelo menos três mortos no ataque em parque a oeste de Londres

Pelo menos três pessoas morreram e várias ficaram feridas depois de terem sido apunhaladas num parque em Reading (Berkshire), oeste de Londres, no sábado, num ataque em que há um homem detido, disseram fontes à BBC.

Reuters

Forças de segurança disseram à BBC que o detido será um líbio.

A polícia local tinha adiantado, numa mensagem na rede social Twitter, que as autoridades foram chamadas a Forbury Gardens cerca das 19:00 de sábado, onde “várias pessoas apresentavam ferimentos e foram levadas para o hospital”, tendo sido detido um homem.

Até ao momento não há uma confirmação oficial do número de feridos, nem de mortos.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse que os seus “pensamentos estão com todos aqueles que foram afetados pelo terrível incidente em Reading”.

“Os meus agradecimentos aos serviços de emergência no local”, acrescentou o chefe do Governo.

Reading, cidade com cerca de 200.000 residentes, fica a 64 quilómetros a oeste de Londres.

Testemunhas relataram que várias viaturas policiais e helicópteros estavam no local.

Até ao momento, não é conhecido o motivo deste ataque, mas a polícia está a investigar a possibilidade de ter razões terroristas.

O jornal britânico The Guardin refere também que a divisão da polícia contra o terrorismo “juntou-se à investigação depois de o ataque em Reading ter deixado três pessoas mortas e duas gravemente feridas”.

A ministra do Interior britânica, Priti Patel, manifestou-se “profundamente preocupada” com o ocorrido.

O incidente acontece algumas horas depois de o protesto ‘Black Lives Matter’, contra o racismo, se ter realizado em Forbury Gardens.

Nieema Hassan, uma das organizadoras do protesto, disse que os manifestantes já se tinham ido embora na altura em que o ataque aconteceu.

Recomendadas

PremiumMário Palhares: “BNI e Finibanco Angola continuam empenhados em encontrar uma solução”

O processo de venda do Finibanco Angola a Mário Palhares do Banco BNI, acordado em 2015, acabou. Mas o CEO do banco angolano garante ao JE que o BNI e o Finibanco continuam empenhados em encontrar uma solução.

PremiumJosé Maria Neves tenta vitória nas presidenciais de Cabo Verde sem precisar de segunda volta

As eleições presidenciais em Cabo Verde realizam-se no próximo domingo, 17 de outubro, e sem contar com Jorge Carlos Fonseca, que termina o segundo e último mandato como Presidente da República. Num período de mudança, portanto, as sondagens indicam invariavelmente a vitória de José Maria Neves (primeiro-ministro de 2001 a 2016) com uma margem confortável sobre Carlos Veiga (primeiro-ministro de 1991 a 2001).

ONG acusa G20 de “estar a dormir” sobre a dívida pública

“O G20 está a dormir relativamente à questão da crise da dívida, que se intensifica nos países de baixo rendimento”, disse o diretor de Políticas da ONG dedicada à sustentabilidade da dívida pública.
Comentários