Ramalho Eanes avisa que partidos e sociedade “abrem portas à corrupção”

Segundo o conselheiro de Estado, primeiro Presidente da República eleito após o 25 de abril de 1974, essa é uma ameaça decorrente do fracasso da “capacidade de construção política e institucional da democracia”, o que “abre portas à demagogia e ao engano, à corrupção, ao justicialismo e ao populismo”.

O general Ramalho Eanes alertou, na conferência “Portugal: As Crises e o Futuro”, que teve lugar na SEDES – Associação para o Desenvolvimento Económico e Social nesta segunda-feira, para a abertura de portas à corrupção devido à atuação de partidos que “funcionam como corporações de interesses”.

Segundo o conselheiro de Estado, primeiro Presidente da República eleito após o 25 de abril de 1974, essa é uma ameaça decorrente do fracasso da “capacidade de construção política e institucional da democracia”, o que “abre portas à demagogia e ao engano, à corrupção, ao justicialismo e ao populismo”.

“Creio que, infelizmente, é isso que ameaça acontecer na sociedade portuguesa, por culpa, obviamente, das formações políticas, seus governos e oposições, mas também da sociedade, que se ausenta do dever público, desde a indiferença do voto branco e nulo, ou deserta para a abstenção”, disse o militar que foi Chefe de Estado entre 1976 e 1986, ressalvando ainda assim que “não há, felizmente, em Portugal uma crise de regime ou de governos”.

Recomendadas

Parlamento Europeu escolhe entre Ursula von der Leyen e a crise política. Acompanhe a votação em direto

Voto secreto e difícil conciliação das diversas famílias políticas aumentam suspense quanto ao veredicto do Parlamento Europeu. Chumbo da ainda ministra da Defesa da Alemanha daria um mês para os Estados-membros encontrarem uma nova solução. Acompanhe a votação em direto.

Assista ao discurso de Ursula von der Leyen no Parlamento Europeu

A nome da candidata alemã vai ser hoje votado pelos eurodeputados para presidente da Comissão Europeia. Assista ao discurso inicial da política alemã, que teve lugar antes do debate e votação.

“João Félix pode ser um jogador, como os ingleses chamam, ‘outstanding’”

Em entrevista ao programa ‘Jogo Económico’, Pedro Mil-Homens, responsável máximo pela formação do SL Benfica, mostrou convicção de que João Félix vai vingar no futebol internacional.
Comentários