Reitora da Universidade de Évora: “É verdadeiramente importante descentralizar”

“A região de Évora é demograficamente débil, continua a perder população também pelo progresso. Por isso, é necessário repensar o ordenamento”, argumentou Ana Costa Freitas, durante a conferência “Inovação como instrumento de mudança no mercado de trabalho”.

Reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas | Foto de Cristina Bernardo

“É verdadeiramente importante descentralizar” das grandes cidades aquele que é o papel do Ensino Superior, “transferir para a sociedade conhecimento e inovação”, defendeu a reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas, esta segunda-feira, 18 de novembro, durante a conferência “Inovação como instrumento de mudança no mercado de trabalho”, cuja organização conjunta é do Jornal Económico a Altice Portugal.

A reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas, entende que a mudança da realidade está “aceleradíssima” e, por isso, há desafios que o país enfrenta e que o Ensino Superior deve propor-se a responder. “Os recursos humanos não são um problema. O nosso problema é avaliar a velocidade da progressão e preparar os jovens e estudantes para essa velocidade do progresso”, argumentou.

“A região de Évora é demograficamente débil, continua a perder população também pelo progresso. Por isso, é necessário repensar o ordenamento”, prosseguiu.

Para Ana Costa Freitas, voltar a pensar o ordenamento territorial do país seria “ajudar o país [e autarquias do interior como a de Évora] a fixar jovens” nas regiões fora das grandes cidades e áreas metropolitanas.

“De facto a maior parte dos empregos [de hoje] vão deixar de existir”, constatou. A solução, segundo a reitora da Universidade de Évora, “o desafio é preparar os jovens e estudantes” para dar corpo às suas ideias e criar condições para o surgimento dos empregos de cada um.

“Chegar a acordo para a definição de inovação”, seria o primeiro passo para as universidade, que para Ana Freitas Costas têm “de assumir essa dianteira”.

“É isso que estamos a fazer”, salientou.

A conferência “Inovação como instrumento de mudança no mercado de trabalho”, cuja organização é do Jornal Económico com a Altice Portugal, é o quarto encontro do ciclo de conferências “Portugal Inteiro” – de um total de cinco conferências –, que se realizou esta segunda-feira na Universidade de Évora.

Ler mais

Recomendadas

Que desafios tecnológicos para a Educação? Não perca amanhã o ‘Web Talk’ promovido pelo JE e Huawei

João Costa, secretário de Estado Adjunto e da Educação, participa na conferência online, que, entre outros temas de relevância, vai debater o papel da novas metodologias de ensino. Retoma amanhã o ciclo de conferências online promovido pelo Jornal Económico e Huawei sobre que papel vai desempenhar a tecnologia na recuperação económica

Huawei Portugal: “Míriade de opções tecnológicas permite-nos falar com otimismo sobre o tema da saúde”

Uma nova revolução industrial com as redes de nova geração irá oferecer soluções tecnológicas que permitirão obter ganhos de eficiência, redução de custos e melhores serviços de saúde, afirmou Fernando Miranda, da Huawei Portugal, numa Web Talk organizada pela tecnológica e o JE esta sexta-feira.

Pandemia salientou a importância da tecnologia na investigação, dizem diretores do Instituto Gulbenkian e da Champalimaud

Apesar da importância da tecnologia, os investigadores defenderam, numa Web Talk organizada pela JE e a Huawei, o reconhecimento e investimento em investigação fundamental, bem como a capacidade dos institutos de investigação de serem flexíveis.
Comentários