Buscas na RTP e Águas de Santarém são por suspeita de abuso de poder

O inquérito tem por base uma denúncia e o DIAP refere que, de acordo com a denúncia e “os elementos de prova já recolhidos, os factos terão ocorrido em 2012, podendo estar em causa, eventualmente, a verificação do crime de abuso de poder”.

As buscas feitas esta terça-feira pelas autoridades às instalações da RTP e dos serviços da empresa municipal de águas de Santarém têm por base suspeitas de abuso de poder, informou o Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora.

Em comunicado, o DIAP de Évora refere que estão a ser investigadas “as circunstâncias em que uma empresa municipal efetuou o pagamento de duas faturas relativas aos custos associados a gravação de um programa de informação da RTP em que era comentador residente remunerado um administrador da empresa municipal referida”.

O inquérito tem por base uma denúncia e o DIAP refere que, de acordo com a denúncia e “os elementos de prova já recolhidos, os factos terão ocorrido em 2012, podendo estar em causa, eventualmente, a verificação do crime de abuso de poder”.

As buscas à RTP foram presididas pelo juiz de instrução e os magistrados foram coadjuvados por elementos do Núcleo de Assessoria Técnica da Procuradoria-Geral da República e da PSP.

O DIAP refere que não existem arguidos constituídos.

Recomendadas

Como a tecnologia do ‘Candy Crush’ pode maximizar o potencial das empresas

O ‘Agile’ é uma metodologia de produção de software que cria valor do produto tecnológico mais cedo. Apesar de ainda não estar generalizada nas organizações, há uma app de sucesso foi criada pela ‘Agile’ e que os portugueses conhecem bem.

Transporte de passageiros por via aérea desacelerou no segundo trimestre

Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativos à atitivade dos transportes indicam ainda que os movimentos de mercadorias aumentaram pela via marítima e ferroviária.

Concretizado primeiro passo da integração da AICCOPN com a AECOPS

Associações setoriais da construção foram finalmente sensíveis a razões de racionalidade associativa que há muito vinham sendo evidentes.
Comentários