Correios espanhóis iniciam a sua expansão internacional em Portugal

A entrada dos Correios espanhóis em Portugal pode servir de trampolim para a empresa entrar mais tarde nos países lusófonos, segundo o líder da empresa pública espanhola.

Os Correios espanhóis vão iniciar a sua expansão internacional em Portugal e no sudeste asiático. A empresa pública espanhola vai competir com os CTT e outras multinacionais no mercado português

“Agora somente operamos em território nacional e para construir a nossa posição é preciso sair das fronteiras”, disse o presidente da companhia Juan Manuel Serrano em entrevista ao jornal Cinco Dias.

“Temos o desafio de constituir uma rede de entregas em 24 horas mais eficiente na Península e isso também nos abre a porta aos países de língua portuguesa”, segundo o líder da empresa pública espanhola de serviços postais e encomendas.

Juan Manuel Serrano também explicou o racional da entrada da empresa no mercado asiático. “Precisamos de crescer internacionalmente e o sudeste asiático é o principal ponto de origem de encomendas a nível mundial, com um volume cada vez maior”.

A empresa detém atualmente 2.396 agências em Espanha e já está em conversações com bancos e outras empresas para ampliar a sua rede.  Em 2018, teve prejuízos na ordem dos 150 milhões de euros.

Recomendadas

PremiumSociedades anónimas têm quatro dias para identificar acionistas

Incumprimento pode determinar exoneração da qualidade de acionista. Advogados apontam contradições com proteção de dados

Centeno diz que 72% dos precários tiveram ‘luz verde’ para ingressar no Estado

O ministro das Finanças, Mário Centeno, disse esta sexta-feira no parlamento que 72% dos trabalhadores que recorreram ao programa de regularização extraordinária dos vínculos precários do Estado (PREVPAP) tiveram parecer favorável, recusando que haja atrasos no processo.

PremiumCalçado português negoceia com Amazon canais para acelerar exportações

Acordo com o gigante Amazon permitiria ao setor do calçado aumentar canais de venda nos mercados de exportação. Agência Aicep está atenta aos contactos entre a APICCAPS e a Amazon.
Comentários