Farfetch aumenta faturação no trimestre para os 415 milhões de dólares

A empresa, cotada em Nova Iorque, apresentou níveis de crescimento robustos e os seus responsáveis afirmam que as expectativas foram ultrapassadas.

Cristina Bernardo

A plataforma de vendas online de artigos de luxo Farfetch encerrou o primeiro trimestre com um aumento de 44% em relação ao ano anterior em termos de volume de negócios, que ascendeu aos 415 milhões de dólares. Ao mesmo tempo, a receita cresceu 43% em relação ao ano anterior, enquanto os consumidores ativos cresceram 64%.

José Neves, Farfetch Fundador, CEO e co-presidente, disse que “a Farfetch teve um excelente crescimento no primeiro trimestre de 2019 e superou as nossas expectativas e, a certa distância, o crescimento do setor de artigos de luxo online, à medida que continuamos a ganhar quota de mercado”.

Além da forte execução operacional, “alcançámos alguns marcos estratégicos importantes que nos posicionam para um forte crescimento contínuo em 2020 e nos exercícios seguintes. Aí se incluiu o lançamento do Augmented Retail na nova boutique da Chanel em Paris. Também estamos entusiasmados por entrar no mercado de revenda de ténis e lançar a Farfetch na plataforma da JD.com, no meio das nossas recentes aquisições da Stadium Goods e da Toplife, ambas a caminho de serem operacionalmente integradas antes do previsto”, disse ainda.

No geral, “estamos muito bem posicionados para continuar a capturar parte das significativas oportunidades no mercado de artigos pessoais de luxo online”, concluiu José Neves, citado em comunicado oficial.

Elliot Jordan, CFO da Farfetch, disse, por seu turno e igualmente citado em comunicado, que “estou muito satisfeito com o forte início do ano, com os resultados do primeiro trimestre de 2019 a demonstrarem uma boa execução. O nosso rápido crescimento, que excede em muito o crescimento da indústria de luxo online, possibilita o investimento contínuo tanto no envolvimento do cliente a curto prazo, quanto no desenvolvimento da plataforma no longo prazo”.

Relacionadas

Farfetch entra no mercado do luxo em segunda mão

Uma nova plataforma da Farfetch vai ser lançada pela empresa no Reino Unido. Chama-se Farfetch Second Life e para já está aberto apenas a malas, a maior categoria no mercado de venda de segunda mão. Mas em breve poderá receber outros produtos de luxo já usados.

Farfetch investe 15 milhões em terreno para construir campus tecnológico em Matosinhos

Aquisição permite iniciar o projeto de construção do futuro Campus Farfetch, um espaço com cerca de 70 mil metros quadrados em Matosinhos.
Recomendadas

Mercadona procura quota de vendas superior a 10% em Portugal

Se replicar o êxito de Espanha, onde garante 25% das receitas com 17% da área comercial, grupo de Juan Roig vai chegar ao topo do mercado interno.

Farfetch: “Vamos reinvestir as margens do crescimento agressivo da empresa”

José Neves, fundador da Farfetch, está satisfeito com os resultados obtidos pela empresa, tal como foi como foi prometido ao mercado. O foco está em continuar a crescer e não na rentabilidade imediata.

Corte de 462 mil euros no orçamento da Agência Lusa pode provocar despedimentos

Em causa está a decisão do Governo, que controla a participação maioritária da agência detida em 50,14% pelo Estado, de cortar na rúbrica Fornecimentos e Serviços Externos do orçamento da Agência Lusa
Comentários