Madeirense M-ITI integra consórcio que vai criar rádios comunitárias em Portugal e na Irlanda

A iniciativa já está na Roménia e tem por objectivo construir redes descentralizadas ligadas ao jornalismo e informação europeia e internacional.

O Madeira Interactive Technologies Institute (M-ITI) faz parte de consórcio Grassroot Wavelengths, com mais nove entidades, que está a desenvolver um projcto, que tem apoio europeu no Horizonte 2020, que irá lançar rádios comunitárias em Portugal e na Irlanda. Esta iniciativa já foi também testada na Roménia.

Atualmente o projecto, que envolve três investigadores do M-ITI, do consórcio Grassroot Wavelengths já se encontra operacional na Roménia onde foram emitidas duas licenças de estações de rádio comunitárias que vão envolver duas aldeias remotas do país.

As licenças foram para a ‘Radio Civic Vârvoru de Jos’ (Dolj), que vai servir uma aldeia agrícola com cerca de 3000 habitantes e a ‘Radio Civic Sfântu Gheorghe’ (Tulcea),  é uma aldeia de pescadores com cerca de 1000 habitantes.

As respectivas estações vão emitir num raio de 10 kms e vão funcionar através da plataforma RootIO que permite também uma redução de custos. as estações vão funcionar num smartphone.

O objectivo do projeto, que vai ser levado para Portugal e para a Irlanda, através de dois protótipos de rádios comunitárias, passa por “construir redes regionais descentralizadas ligadas ao jornalismo e informação europeia e internacional”.