PSI-20 no ‘verde’ acompanha Europa a meio da sessão

Entre as principais praças europeias, o alemão DAX ganha 0,58%, o francês CAC 40 sobe 0,43%, o espanhol IBEX 35 valoriza 1,17% e o britânico FTSE 100 aumenta 0,17%.

A bolsa portuguesa segue em terreno positivo esta segunda-feira, mantendo a tendência de abertura e estando em sintonia com as congéneres europeias. O principal índice bolsista português (PSI-20) sobe 0,58%, para 5.455,76 pontos.

Na bolsa portuguesa, destaque para o Banco Comercial Português (BCP), com as ações a valorizarem 4,09% para os 0,145 euros. Segue-se a Galp que avança 3,13% para 9,24 euros, a EDP que sobe 1,05% para os 4,634 euros e Mota-Engil que aumenta 2,97% para os 1,389 euros.

“Os mercados de ações europeus negoceiam em alta esta segunda-feira. Vários movers estão a justificar o sentimento de otimismo, sendo que o maior trigger está no resultado das eleições na Alemanha, que representaram o fim de ciclo da Chanceler Angela Merkel após 16 anos no cargo”, comenta o analista de mercados da Millennium investment banking, Ramiro Loureiro.

O analista acrescenta que “0 risco de cauda de uma coligação de extrema-esquerda não se materializou e isso parece agradar aos investidores. A perspetiva de um governo liderado pelos sociais-democratas é considerada favorável aos mercados de ações devido a um aumento esperado nos gastos públicos”.

Entre as principais praças europeias, o alemão DAX ganha 0,58%, o francês CAC 40 sobe 0,43%, o espanhol IBEX 35 valoriza 1,17% e o britânico FTSE 100 aumenta 0,17%.

No que diz respeito aos preços do petróleo, em Nova Iorque, o WTI valoriza 1,23% para os 74,89 dólares por barril, enquanto o Brent aumenta 1,29% para os 78,23 dólares em Londres.

No mercado cambial, o euro deprecia 0,07% face ao dólar norte-americano, para 1,1705 dólares.

Recomendadas

Galp e grupo EDP dão energia à bolsa de Lisboa

A praça lisboeta sobe ao sabor da energia. O anúncio pós-mercado da Galp fez as ações da energética subir na abertura da sessão, acompanhando outras empresas do sector.

Presidente indigitado da CMVM defende aproximação aos criptoativos

“A crescente digitalização da sociedade conduz à emergência de uma nova geração de investidores mais evoluídos digitalmente e mais aberto ao risco”, por isso, a CMVM “deve interagir com estes investidores que utilizam preferencialmente plataformas digitais e recolhem informação na internet e redes sociais”, disse Gabriel Bernardino.

Ganhos das farmacêuticas animam Wall Street

O primeiro fundo indexado aos futuros de bitcoin, que negociou na bolsa de Nova Iorque pela primeira vez esta terça-feira, subiu 4,7% para mais de 40 dólares. Em causa está um ETF da ProShares chamado “Bitcoin Strategy ETF”.
Comentários