Santana Lopes vence com 70% dos votos em Macau e Hong Kong

“Vitória esmagadora de Pedro Santana Lopes para a liderança do PPD/PSD em Macau e Hong Kong, com um resultado de cerca de 70% dos votos, maioria absoluta,” anunciou a respetiva candidatura no Facebook.

Relacionadas

Santana Lopes apela a “grande participação” dos militantes nas eleições internas

“Não há duas sem três, espero que o PPD/PSD vá para a terceira vitória consecutiva em legislativas, espero que a próxima seja com maioria absoluta”, desejou Santana.

Santana Lopes: “Estou muito confiante no futuro do meu partido”

O antigo primeiro-ministro votou em Lisboa logo a seguir ao social-democrata que abandona a liderança, Pedro Passos Coelho. O opositor Rui Rio deverá votar por volta das 16h30, no Porto.

Rui Rio está “confiante” de que vai ser o próximo líder do PSD

Ganhar não é uma questão “de vida ou de morte, um ganha, outro perde, o PSD continua, a vida continua”, disse, acrescentando que certo é que, após estas eleições, o PSD “está em condições de se relançar de uma forma muito melhor da que estava há dois ou três meses”.

Pedro Santana Lopes: Perfil de um político resiliente e carismático

Depois da breve e desastrosa experiência governativa de 2004-2005, muitos vaticinaram a morte política de Santana Lopes, mas foram contrariados pelas sucessivas ressurreições de um político singularmente resiliente e combativo. Esta é a terceira vez que se candidata à liderança do PSD em 22 anos.
Recomendadas

Santana quer Aliança entre “maiores partidos e aumentar “mercado eleitoral” do centro-direita

“Se tiver no mercado eleitoral, em vez de duas ofertas, três ofertas válidas, há condições para esse espaço político conseguir mais votos do que só com duas”, garantiu Pedro Santana Lopes.

Rui Rio diz que “não ficaria surpreendido” com a recondução de Joana Marques Vidal

Líder do PSD salienta que tem feito “um esforço muito grande não pela não politização, mas pela não partidarização” da nomeação para a Procuradoria-Geral da República.

Respostas Rápidas: O PSD propõe a privatização total do SNS?

A “Reforma Estrutural do SNS” apresentada pelo PSD aponta para o fornecimento de cuidados de saúde pelos setores público, privado e social, abrindo o caminho para o estabelecimento de mais Parcerias Público-Privadas.
Comentários