Um milhão de euros “seguram” Bruno de Carvalho ao Sporting

Vencimento mensal, subsídios e prémios por objetivos já alcançados no clube fazem com que o valor no final do mandato em 2021, ascenda ao um milhão de euros.

Bruno de Carvalho

Uma verba de um milhão de euros é quanto Bruno de Carvalho vai receber se cumprir até ao fim o seu mandato como presidente do Sporting CP. De acordo com o “Correio da Manhã” (CM) este valor deve-se ao ordenado mensal de 10.500 euros, aos quais se juntam os subsídios de férias e natal de 147 mil euros.

Para além disso o líder do clube de Alvalade recebeu 35.751 euros em prémios por objetivos atingidos na última temporada juntando mais 50 mil euros desta época, pela conquista da taça da liga e a presença nos quartos-de-final da Liga Europa.

A todos estes números junta-se também o carro de serviço de luxo com motorista/segurança e o cartão de crédito para despesas de refeições e viagens.

Relacionadas

Bruno de Carvalho revela conversas com Gelson Martins, Bruno Fernandes e agente de Bas Dost

Na sua página de Facebook, o presidente do Sporting CP publicou fotos de conversas que teve com os dois jogadores e com o empresário do jogador holandês.

Respostas Rápidas: depois de seis rescisões no Sporting, o que esperar até dia 14?

Bruno Fernandes, Gelson Martins, William Carvalho e Bas Dost rescindiram esta segunda-feira de forma unilateral os contratos que os ligavam ao Sporting, mas até à próxima quinta-feira, mais jogadores poderão seguir o mesmo caminho.

Crise no Sporting CP: Quatro rescisões, duas a caminho, um desafio aos jogadores e 100 milhões a ‘voar’

Foi um dos dias mais negros da história recente do Sporting: em 24 horas, o clube de Alvalade perdeu 94 milhões de euros com a rescisão de quatro jogadores. Bruno de Carvalho lançou um desafio aos jogadores e aguarda por mais rescisões.

“Evidência de culpa destas rescisões é total. É de Bruno de Carvalho”, reage a Holdimo sobre as rescisões

Segundo maior acionista da Sporting SAD culpabiliza Bruno de Carvalho pelas rescisões por justa causa de William Carvalho, Gelson Martins e Bruno Fernandes, numa lista de saídas do clube leonino que já soma meia dezena. E garante que vai “reagir de todas as formas para recuperar estes ativos”.

Bruno de Carvalho: “Não há qualquer fundamento ao nível de justa causa”

Presidente do Sporting CP referiu ainda que só se demite se os jogadores assinarem uma carta a garantir que voltam a jogar no clube.
Recomendadas

Sporting: “Exigências financeiras” de Bas Dost estão a impedir saída para o Eintracht Frankfurt

O clube de Alvalade diz que “já alcançou um princípio de acordo” com os alemães e que o jogador já informou o técnico Marcel Keizer que queria deixar os ‘leões’.

PremiumTáticas para contratar: da desestabilização ao custo zero

Não deveria valer tudo para contratar mas existem clubes especialistas em manobras de aquisição dos melhores talentos. Curiosamente, ou não, esses emblemas são campeões crónicos nas suas Ligas.

“No hóquei em patins, somos como a irredutível aldeia dos gauleses”

Luís Sénica, antigo selecionador nacional de hóquei em patins e presidente da Federação de Patinagem de Portugal, realçou ao Jogo Económico a resiliência da modalidade ao longo dos anos. “Somos como a irredutível aldeia dos gauleses”, realçou o líder federativo.
Comentários