Wall Street abre em queda em dia de regresso aos ganhos no petróleo

Os três principais índices da praça norte-americana estão a negociar em terreno negativo, num dia marcado pelo regressos aos ganhos na cotação do barril de petróleo, após dez sessões consecutivas de perdas.

A bolsa de Wall Street abriu esta segunda-feira, dia 12 de novembro, em queda. Os três principais índices da praça norte-americana estão a negociar em terreno negativo, num dia marcado pelo regressos aos ganhos na cotação do barril de petróleo, após dez sessões consecutivas de perdas.

O índice industrial Dow Jones, referência para o mercado norte-americano e mundial, abriu a perder 0,11%, para 25.961,16 pontos, o financeiro S&P 500 desvaloriza 0,23%, para 2,775,08 pontos e o tecnológico Nasdaq perde 0,52%, para 7.371,09 pontos.

Esta segunda-feira, é dia dos veteranos de guerra, feriado nos Estados Unidos, em memória de todos aqueles que serviram nas Forças Armadas norte-americanas. Todos os mercados estão abertos, com a exceção do obrigacionista.

No setor petrolífero, o Brent soma 1,70%, para 71,37 dólares por barril, e o crude WTI valoriza 1,48%, para os 61,08 dólares. Os preços da matéria-prima reagiram em alta, depois de o ministro da Energia da Arábia Saudita, Khaled al-Faleh, ter anunciado, no domingo, que a Arábia Saudita vai reduzir a produção de petróleo, o que levará a uma queda nas exportações de 500 mil barris por dia já no próximo mês.

Este movimento ascendente do petróleo está a contrariar a tendência depreciativa das últimas 10 sessões, em que o crude registou de forma interrupta, a maior série negativa desde 1984. Por detrás da queda da cotação do Brent estiveram diversos fatores: os receios em relação a diversos países emergentes como a África do Sul, a Turquia e a Argentina e a introdução de exceções às sanções sobre o Irão, que visam produtos petrolíferos.

No mercado cambial, a divisa norte-americana aprecia-se 0,61% contra o euro para 0,887 dólares e 0,44% contra a libra, para 0,774 dólares.

Ler mais
Relacionadas

Petróleo dispara 2% com anúncio de corte na produção diária da Arábia Saudita

O anúncio veio inverter a maior série negativa na cotação do Brent dos últimos 34 anos. Desde o início de outubro, a matéria-prima acumulou uma desvalorização de 18%.
Recomendadas

Wall Street fecha em queda acentuada com arrefecimento económico

O dia de hoje foi marcado pela derrocada das ações da Johnson & Johnson. As ações caíram 10,13% no Dow Jones após a Reuters dizer que a empresa sabia há décadas que o seu pó de talco continha amianto, uma substância cancerígena que supostamente terá causado cancro a milhares de clientes.

Science4you adia entrada em bolsa para 8 de fevereiro

O pedido de adiamento do período de subscrição da oferta à CMVM foi sustentado na celebração de um contrato de liquidez com um intermediário financeiro.

Moody’s: “Política monetária permanecerá altamente acomodatícia”

Vice-presidente da agência de notação financeira Moody’s, Madhavi Bokil, defendeu que o “momento da normalização da taxa de juros dependerá das perspectivas de crescimento”.
Comentários