Abanca finaliza a integração do banco Caixa Geral, filial espanhola da CGD

“A partir deste momento, os mais de 131.000 clientes e 100 agências da antiga filial em Espanha do banco Caixa Geral de Depósitos operam sob a marca e a plataforma do Abanca”, diz o banco em comunicado.

Juan Carlos Escotet Rodríguez, presidente do Abanca

O Abanca finalizou a integração do Banco Caixa Geral, depois de terem sido concluídas a migração tecnológica e o rebranding da rede de agências, anunciou o banco liderado por Juan Carlos Escotet e Francisco Botas.

“A partir deste momento, os mais de 131.000 clientes e 100 agências da antiga filial em Espanha do banco Caixa Geral de Depósitos operam sob a plataforma do Abanca”, diz o banco em comunicado.

Isto acontece depois da decisão prévia da fusão jurídica e contabilística de ambas as entidades. “A integração dos sistemas informáticos foi desenvolvida segundo o calendário previsto e sem nenhuma incidência no serviço aos clientes”, refere o banco que conclui assim com sucesso a fusão tecnológica, de marca, e legal do Banco Caixa Geral.

“Os mais de 131.000 novos clientes podem aceder, a partir de hoje, a todos os produtos e serviços do Abanca e às últimas inovações financeiras”, refere a instituição galega.

Recorde-se que o Abanca aceitou pagar 364 milhões de euros para ficar com o Banco Caixa Geral.

Em Portugal o Abanca acordou a compra de 95% do EuroBic, o que aguarda autorização das autoridades.

Recomendadas

Ricardo Salgado. Tribunal rejeita pedido da defesa para suspender julgamento por diagnóstico de Alzheimer

A defesa do antigo banqueiro Ricardo Salgado tinha pedido a suspensão do processo, mas juiz considera que a doença não é razão suficiente para que as “capacidades de defesa do arguido estejam limitadas de tal forma que o impeçam de se defender de forma plena.

Goldman Sachs tem mil milhões para investir na logística em Espanha e Portugal

O investimento surge com o objetivo de fortalecer a marca Newdock, criada este ano. Banco norte-americano tem mil milhões de euros para investir no sector logístico na Península Ibérica.
Miguel Maya

BCP e FEI assinam acordo para reforçar apoio às PME em 1,65 mil milhões

O FEI dará ao Millennium bcp uma garantia de até 1,155 mil milhões de euros, com o objetivo de canalizar mais 1,650 mil milhões de euros para a economia. Isto é, do financiamento às PME feito pelo BCP, 70% será garantido por este fundo do BEI. É o maior acordo assinado até hoje com um banco comercial.
Comentários