Jovens de Cabo Verde acham energias renováveis oportunidade de negócio e emprego

Para Silvino de Pina, estudante da área de eletromecânica de manutenção industrial, o investimento e emprego na área que escolheu é muita visto que se trata do primeiro curso qualificado no sector ministrado no Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial.

Os jovens cabo-verdianos estão a escolher o sector das energias renováveis como oportunidade de negócio e de investimento em inovação no domínio de eficiência energética para o futuro. A afirmação é daqueles que se encontram a estudar no Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI), em declarações à agência noticiosa Inforpress sobre a oportunidade de negócio e emprego neste sector.

Para Silvino de Pina, estudante da área de eletromecânica de manutenção industrial, o investimento e emprego na área que escolheu é muita visto que se trata do primeiro curso qualificado no sector ministrado no CERMI. “O profissional da eletromecânica de manutenção industrial é um profissional que quando qualificado é capaz de orientar e de desenvolver actividades na área da manutenção, relacionadas com análise e diagnóstico, controlo e monitorização das condições de funcionamento dos equipamentos electromecânicos e eletrónicos”, disse.

Denise Vieira a estudar eletromecânica, por seu lado, considerou que os profissionais técnicos da área podem actuar em indústrias da iniciativa privada, no sector público ou como empreendedor, prestando serviço de manutenção para diversos tipos de indústrias, no domínio da manutenção preventiva em qualquer equipamento utilizado nos processos produtivos industriais. “O investimento nesta aérea deve-se ao facto de tratar-se de um sector com muita procura no mercado e poucas pessoas formadas para dar vazão a procura existente. É também uma área que sempre gostei”, informou, sublinhando por outro aldo, que ao aparecer a oportunidade não pensou duas vezes.

Os jovens que apostam no emprego na área, afirmaram ter também, em mangas, planos de negócio para ser posto em prática caso não consigam entrar no mercado de mercado. Este potencial, associado às múltiplas fontes de geração de energia elétrica, é o caminho para uma matriz eléctrica segura e sustentada nas fontes de geração de energia renovável que o governo pretende até 2025 atingir os 30% de energia eólica e ultrapassar em 50% em 2030.

Em Cabo Verde utiliza-se energias renováveis com produção provenientes de fontes solar, eólica e do mar, sendo que a produção das energias renováveis representa cerca de 20%, a eólica 18% e o solar 2%.

Recomendadas

Empresários russos interessados em investir nas pescas em Cabo Verde

“Ficaram de fazer uma visita a Cabo Verde antes do final do ano para recolherem dados mais precisos e assim poderem preparar o seu projecto definitivo”, disse o ministro do Turismo e da Economia Marítima cabo-verdiano.

Presidente promulga com “dúvidas” venda de banco da Caixa em Cabo Verde

A CGD está a vender o Banco Comercial do Atlântico, um dos dois detidos pelo grupo bancário público em Cabo Verde, mantendo a sua participação no banco Interatlântico.

Ilha do Fogo vai acolher 10ª reunião do Conselho de Ministros do Turismo da CPLP

“Cabo Verde tem feito o gesto de abrir cada vez mais a nossa fronteira com a isenção de vistos, mas ainda estamos longe de ter este nível de correspondência dos demais países”, diz o ministro do Turismo cabo-verdiano.
Comentários