Oficial: Benfica analisa proposta de 126 milhões por João Félix do Atlético de Madrid

Segundo a SAD benfiquista, o “valor proposto acima da cláusula de rescisão contempla o custo financeiro indexado ao pagamento a prestações previsto nesta proposta”. O jovem avançado do Benfica tem uma cláusula de 120 milhões de euros.

O Benfica confirmou que está a analisar uma proposta de 126 milhões de euros por João Félix. A proposta foi apresentada pelo Atlético de Madrid.

“O Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD  informa (…) que o Club Atlético de Madrid, SAD apresentou uma proposta para a aquisição a título definitivo dos direitos desportivos do jogador João Félix Sequeira por um montante de cento e vinte seis milhões de euros, a qual se encontra a ser analisada”, segundo o comunicado do Benfica à CMVM esta quarta-feira, 26 de junho.

“Mais se informa que o valor proposto acima da cláusula de rescisão contempla o custo financeiro indexado ao pagamento a prestações previsto nesta proposta. Caso a Benfica SAD aceite a proposta apresentada, o valor líquido a receber do Atlético de Madrid na data da transferência dos direitos desportivos ascenderá a cento e vinte milhões de euros”, de acordo com a SAD benfiquista.

O jogador marcou 20 golos esta época de águia ao peito num total de 43 jogos. Na liga portuguesa, o jovem avançado marcou um total de 15 golos em 26 jogos disputados.

Na Liga Europa, João Félix marcou três golos em seis jogos. Já na Taça de Portugal e Taça da Liga marcou um golo em cada uma destas competições.

 

 

Ler mais
Recomendadas

“João Félix pode ser um jogador, como os ingleses chamam, ‘outstanding’”

Em entrevista ao programa ‘Jogo Económico’, Pedro Mil-Homens, responsável máximo pela formação do SL Benfica, mostrou convicção de que João Félix vai vingar no futebol internacional.

“Atlético de Madrid? Se fosse o João Félix este não seria o projeto desportivo que escolheria”

No programa ‘Jogo Económico’, Pedro Mil-Homens, o diretor da Caixa Futebol Campus, academia do SL Benfica, garantiu que, no lugar de João Félix, nunca escolheria o Atlético de Madrid como projeto desportivo.

“Jorge Jesus não deu consentimento para a entrada dos adeptos em Alcochete”, diz advogado do treinador

Em declarações ao Jornal Económico, Luís Miguel Henrique, responde às afirmações do advogado de um dos arguidos no processo, que esta segunda-feira referiu ter sido o técnico a permitir a entrada dos adeptos na Academia de Alcochete, e não Bruno de Carvalho.
Comentários