Ordem dos Enfermeiros muito apreensiva com mudança de ministro da Saúde

Em declarações à agência Lusa, a bastonária dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, manifestou-se “completamente surpreendida” com a alteração no Ministério da Saúde neste momento.

Foto: Cristina Bernardo

A Ordem dos Enfermeiros mostrou-se hoje muito apreensiva com a mudança do ministro da saúde, não pela pessoa escolhida, mas pelo momento em que a alteração ocorre.

Em declarações à agência Lusa, a bastonária dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, manifestou-se “completamente surpreendida” com a alteração no Ministério da Saúde neste momento.

“Entendemos até, no imediato, que não será uma boa decisão, porque há muitas negociações em curso. E teme-se que esta mudança deite abaixo as negociações”, afirmou Ana Rita Cavaco, mostrando também preocupação com o que acontecerá nas secretarias de Estado na Saúde, já que são os secretários de Estado que têm em mãos as questões mais técnicas e as negociações com as várias estruturas que representam os profissionais de saúde.

O primeiro-ministro propôs hoje a nomeação de Marta Temido para nova ministra da Saúde, em substituição de Adalberto Campos Fernandes, o que foi aceite pelo Presidente da República.

Especializada em Administração Hospitalar pela Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa, Marta Temido exercia os cargos de subdiretora do Instituto de Higiene e Medicina Tropical e de presidente não executiva do conselho de administração do Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa.

Entre 2016 e 2017, foi presidente do conselho diretivo da Administração Central do Sistema de Saúde.

Além de Adalberto Campos Fernandes, o chefe do executivo substituiu hoje também os ministros da Defesa, da Economia e da Cultura.

Ler mais
Recomendadas

PremiumRui Rio: “Gigante adormecido” acorda a sonhar com um ciclo de vitórias

As últimas sondagens dão margem a Rui Rio para objetivos que pareciam inatingíveis. Depois de silenciar o ruído das guerras internas no PSD, a direção do partido está focada nas eleiçõese promete ser uma alternativa ao Governo.

Presidente promulga diploma contra práticas fiscais abusivas

A 20 de março, o parlamento aprovou, em votação final global, um diploma que reforça o combate às práticas de planeamento fiscal agressivo, fenómeno conhecido por elisão fiscal.

Crise dos combustíveis: Costa garante que Presidente da República esteve permanentemente informado

Primeiro-ministro assegura que o Governo cumpriu “sempre, sem nenhuma queixa” por parte do Presidente da República, “o dever de o manter permanentemente informado dos assuntos relevantes para a governação interna e externa do país”.
Comentários