Carta aberta dos motoristas: “Demarcamo-nos de qualquer ato de vandalismo no decorrer da greve”

O incidente em causa aconteceu no Parque TIR, junto à fronteira espanhola, esta madrugada. O Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias condena todos os atos de vandalismo e violência que ocorram durante a greve dos motoristas.

greve_motoristas_matérias_perigosas_2
Miguel A. Lopes/Lusa

Depois de cinco camiões ficarem com os pneus esvaziados esta madrugada, em Vilar Formoso, o Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) enviou uma carta aberta à comunicação social onde condena tais atos e afirma total demarcação de manifestações desordeiras e quaisquer atos de vandalismo associados.

“O SIMM é um Sindicato de trabalhadores Motoristas pacíficos e responsáveis”, lê-se no documento. “Acreditamos e apelamos a uma luta ordeira e pacífica. Não pactuaremos com atos de violência e vandalismo. Assim sendo demarcamo-nos de qualquer forma desordeira de manifestação e de qualquer ato de vandalismo no decorrer da greve”, afirma o comunicado redigido pela direção do sindicato e enviado esta terça-feira à redações.

O incidente em causa aconteceu no Parque TIR, junto à fronteira espanhola, esta madrugada, onde pernoitam diariamente centenas de motoristas. Contudo, segundo a TSF, a GNR, não confirma se os camiões em causa têm matrícula portuguesa e se o incidente está relacionado com a paralisação que arrancou esta segunda-feira.

Os motoristas de matérias perigosas e de mercadorias iniciaram, às 0h00 desta segunda-feira, uma greve por tempo indeterminado.

Portugal está, desde sábado e até às 23h59 de 21 de agosto, em situação de crise energética, decretada pelo Governo devido a esta paralisação, o que permitiu a constituição de uma Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA), com 54 postos prioritários e 320 de acesso público.

Recomendadas

Mercadona abre loja em Barcelos em setembro

Este é o primeiro supermercado da empresa espanhola no distrito de Braga. Até ao fim do ano, a empresa vai abrir mais uma loja neste distrito.

25% dos nascimentos em Portugal acontecem durante o verão

Portugal encontra-se ligeiramente abaixo da média europeia nos bebés nascidos durante o verão. Malta é o país que apresenta a média mais baixa da União Europeia, com a Estónia e a Eslovénia a apresentarem a média mais alta.

Empresas aumentaram preços dos refrigerantes com introdução da taxa de açúcar

Medida foi implementada pelo Governo em fevereiro de 2017, com uma taxa inicial de 16 cêntimos mais IVA por litro em bebidas com mais de 80 gramas e oito cêntimos mais IVA por litro nas bebidas com um valor de açúcar inferior.
Comentários