Esta é a “cidade da água” que vai nascer na antiga Lisnave em Almada

O concurso para o projeto “Cidade da Água” foi apresentado esta terça-feira, pelos responsáveis da empresa Baía do Tejo, no mesmo lugar onde a nova cidade vai nascer nas margens do rio que une Lisboa e a margem sul do Tejo.

“Cidade da Água” – Baía do Tejo
Relacionadas

PremiumTerrenos da Lisnave são o maior negócio do século na Grande Lisboa

Após décadas, vai avançar a venda dos terrenos da Margueira, com 630 mil metros quadrados de construção prevista para diversos usos e concessões de marina e terminal fluvial. Há grupos interessados de vários continentes.

Seixal atrai neste momento residentes e investidores

O concelho é um dos mais atrativos neste momento para investir. Além da aposta na reabilitação a autarquia anuncia megaprojetos que irão marcar a Área Metropolitana de Lisboa. O dinamismo do mercado imobiliário chegou também ao Seixal.

Empresários brasileiros estudam investimentos na margem sul do Tejo

A empresa pública Baía do Tejo, que gere terrenos nos concelhos do Barreiro, Seixal e Almada, recebe esta terça-feira uma comitiva de cerca de uma dezena de empresários brasileiros interessados em efetuar investimentos imobiliários e turísticos nesta região.
Recomendadas

PremiumBanco gerido por portugueses apoia Mota-Engil na Costa do Marfim

A construtora é o maior investidor nacional no país africano, que volta a ter uma embaixada portuguesa, e tem apoio do BDA, liderado por Vasco Duarte Silva.

Índice de preços na produção industrial desaceleram depois do crescimento em abril

Excluindo o agrupamento de energia, os preços na produção industrial apresentaram um aumento de 0,6%, menos 0,1 p.p. que o observado no mês anterior.

Edifícios licenciados aumentaram 10,7% e edifícios concluídos cresceram 7,2%

Os municípios que mais contribuíram para a variação absoluta do número de fogos licenciados foram Braga,Lisboa, Vila Nova de Famalicão, Albufeira, Guimarães, revela o INE.
Comentários