Idade da reforma mantém-se nos 66 anos e cinco meses em 2020

Governo confirma ainda que as pensões antecipadas iniciadas em 2019 irão sofrer um corte de 14,67% com a atualização do fator de sustentabilidade.

A idade da reforma irá manter-se nos 66 anos e cinco meses de idade no ano de 2020, segundo a portaria publicada em Diário da República esta sexta-feira.

“A idade normal de acesso à pensão em 2020 é 66 anos e 5 meses”, refere o Governo, com base na esperança média de vida aos 65 anos de idade relativa ao ano de 2018, calculada pelo Instituto Nacional de Estatística.

O Governo confirma ainda que as pensões antecipadas iniciadas em 2019  irão sofrer um corte de 14,67% com a atualização do fator de sustentabilidade.

“Considerando o indicador da esperança média de vida aos 65 anos, verificado em 2000 e em 2018, o fator de sustentabilidade aplicável às pensões de velhice iniciadas em 2019 é de 0,8533”, explica a portaria.

Em 2018, o fator de sustentabilidade fixou-se em 14,5% e em 2017 em 13,88%, mas o aumento da esperança média de vida agrava a penalização das novas reformas.idosos

 

Ler mais
Recomendadas

VAR provoca perdas de milhares de euros

Portugal está a adaptar-se ao VAR e se dentro do campo ainda reina a polémica, fora das quatro linhas, entre quem aposta, o cenário não muda. A ‘escaldante’ final four da Taça da Liga resultou em perdas de milhares de euros.

União Europeia facilita compras digitais mas Portugal falha prazo

“A Comissão está a acompanhar de perto a situação e em breve decidiremos as próximas medidas para garantir que todos os Estados-membros cumprem as suas obrigações”, diz Nathalie Vandystadt, porta-voz de Bruxelas.

Governo de Angola espera recessão de 1,7% em 2018

Ministro da Economia e Planeamento angolano referiu que depois de contrações de 2,6% e 0,1% em 2016 e 2017, respetivamente, a economia angolana deve ter aprofundado a queda no ano passado.
Comentários