Não espere por amanhã. Siga estas 10 dicas para começar já a poupar em 2020

Planear a poupança no início do ano é fundamental para conseguir uma gestão financeira familiar bem-sucedida.

Se não foi em 2019 que finalmente começou a poupar, então aproveite o arranque do ano para cumprir novos objetivos. Segundo o Doutor Finanças, empresa especializada em finanças pessoais e familiares, o início de janeiro é o momento ideal para começar a preparar o novo ano.

Com a ajuda destas 10 dicas do Doutor Finanças vai conseguir não só poupar no seu bolso como no bolso da sua família.

  • Transferir o crédito habitação

Nos últimos anos as taxas de juro caíram consideravelmente. Se temos um crédito habitação, é provável que a prestação mensal tenha vindo a reduzir ligeiramente, visto que a Euribor está em valores negativos desde 2015. As taxas Euribor baseiam-se na média das taxas de juros praticadas em empréstimos interbancários em euros por um grande número de bancos proeminentes europeus (o painel de Bancos)

À descida destas taxass acresce o facto de os bancos terem voltado a conceder crédito habitação com condições mais favoráveis para o cliente, nomeadamente spreads mais baixos.

“Aproveitando este dinamismo do mercado é possível obter melhores condições, através da transferência do crédito habitação, sendo esta uma das principais iniciativas que permitirá aumentar a sua poupança. Esta poupança tem um efeito imediato na prestação mensal, mas também pode permitir poupar muito dinheiro no valor de juros a pagar durante todo o crédito”, aconselha o Doutor Finanças.

  • Consolidar Créditos

Se tem vários créditos, como por exemplo um crédito automóvel, um crédito para o seu computador e ainda um crédito pessoal que fez para as férias, o Doutor Finanças informa que pode ganhar dinheiro se juntar todos os créditos num só através da consolidação de créditos.

Trata-se de uma forma de poupança imediata, uma vez que os encargos mensais com créditos diminuem. “A longo prazo, como a taxa de juro é inferior à média das taxas de todos os créditos que se tinha anteriormente, podemos conseguir ainda uma poupança maior se formos amortizando regularmente com base na poupança mensal obtida”, explica.

  • Utilizar um plano de entregas para a sua poupança

Esta poupança deve ser feita logo no início do mês e não com o que sobra mensalmente. Para ajudar nesta tarefa os bancos dispõem de um serviço que facilita esta tarefa, e que automaticamente no dia estipulado por nós, transfere para a nossa poupança um montante também determinado por nós.

  • Controlar as despesas e receitas

Utilize apps que ajudam a controlar as nossas finanças pessoais.

Não sabe como gerir o seu orçamento? Estas apps podem ajudá-lo

 

  • Negociar dividas

Se sentimos que os créditos vão comprometer a vida financeira em 2020, o Doutor Finanças sugere que se tente fazer uma renegociação desses mesmos créditos junto das entidades credoras. Dependendo de caso para caso, ao renegociar os créditos é possível chegar a poupanças em mensalidades na ordem do 60%.

  • Fazer uso de débitos diretos

Os débitos diretos são ótima ferramenta para manter as contas em dia. Se o valor das despesas fixas for debitado diretamente da nossa conta, evitam-se esquecimentos e consequentes taxas adicionais ou coimas a serem cobradas. Contudo, devemos continuar a conferir as nossas faturas e extratos bancários, de forma a evitar o pagamento de débitos diretos de serviços que já não estão a ser utilizados.

  • Analisar os seus seguros

É necessário identificarmos as nossas necessidades e fazermos uma análise das apólices que já possuímos. Só após uma análise adequada dos riscos que pretendemos cobrir será possível encontrar o seguro ideal para cada situação.

  • Falar de finanças em família

Falar de finanças a dois e/ou em família é fundamental para o equilíbrio do orçamento. É necessário que sejam discutidas as despesas e as receitas, bem como as prioridades de cada membro da família. Se existirem cortes ou ajustes a fazer, todos deverão participar de uma forma justa, uma vez que no final das contas todos vão beneficiar.

  • Poupar para realizar sonhos

Da mesma forma que é importante poupar para construir um fundo de emergência e ter uma bolsa financeira para alguma eventualidade, também é importante que alguma dessa poupança sirva para fazer algo que lhe dê prazer. Seja um jantar num restaurante onde sempre quis ir, uma viagem ou para algo que sempre se sonhou ter. Equilibrar as finanças e conhecer a fundo as receitas vai fazer com que se tomem melhores decisões financeiras e ao mesmo tempo se consigam realizar sonhos e atingir objetivos que se pensava não serem possíveis.

  • “Não deixar para amanhã a poupança que pode começar já hoje”

Não utilizar desculpas para deixar esta tarefa para depois. É certo que o ano ainda mal começou, mas nunca é cedo para começar a trabalhar na poupança. Quanto mais cedo organizarmos o nosso orçamento e começarmos a poupar dinheiro, mais cedo vamos recolher os frutos desse esforço e quem sabe o Natal de 2020 não vai ser mais recheado de presentes ou a passagem de ano não vai ser no sítio que sempre sonhou.

Ler mais
Recomendadas

Mais de 29 mil sobre-endividados pediram ajuda à Deco em 2019

Mais de 29.000 sobre-endividados voltaram a pedir ajuda à Deco em 2019, tal como em 2018, sendo a principal causa de endividamento a deterioração das condições laborais, em vez do desemprego, segundo dados da associação.

Em Portugal a água da torneira está bem e recomenda-se

É certo que, algumas vezes, a água sai turva ou branca da torneira. Provavelmente, deve existir ar dissolvido na água, devido às oscilações de pressão nas tubagens e nos reservatórios. É um fenómeno pontual e não afeta a qualidade.

Não sabe quais as comissões que paga? Bancos passam a enviar relatório anual em janeiro

O extrato de comissões é um documento enviado pelo banco, em janeiro de cada ano, contendo “informação sobre todas as comissões cobradas no ano anterior pelos serviços associados à sua conta”, segundo o Banco de Portugal.
Comentários