Panteão Nacional já recebeu pelo menos dez eventos como o da Web Summit

O primeiro terá acontecido em 2002 e desde então outros eventos têm vindo a ocupar o edifício que acolhe os túmulos das grandes figuras da história portuguesa.

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) indica que o jantar da Web Summit, que fez disparar críticas nas redes sociais, foi o décimo evento a realizar-se no Corpo Central do Panteão. O primeiro terá acontecido em 2002 e desde então outros eventos têm vindo a ocupar o edifício que acolhe os túmulos das grandes figuras da história portuguesa, avança o jornal ‘Público’.

Com a regulamentação legal da utilização dos espaços sob tutela da DGPC, em 2014, o aluguer do Panteão Nacional para a realização de eventos intensificou-se. Só este ano, o espaço foi alugado para a realização de três eventos, além daqueles que tiveram lugar nas restantes zonas do monumento, como o Coro Alto, a Sala Sul, o Terraço e o Adro.

O DGPC indica ainda que a diretora do Panteão, Isabel Melo, rejeitou um pedido para a realização de uma festa de fim de ano, sem o colocar sequer à consideração da entidade. Os preços para o aluguer o espaço variam entre os os 750 euros e os 5.000 euros, consoante o espaço requisitado e a motivação da mesma (comercial ou cultural).

O primeiro-ministro, António Costa, já veio a público dizer que o uso do espaço para a celebração de festas e jantares é “absolutamente indigno e ofensivo” e assegura que vai proceder à “alteração do referido despacho, para que situações semelhantes não voltem a repetir-se, violando a história, a memória coletiva e os símbolos nacionais”.

Apesar da agitação criada em torno do caso, Isabel Melo fez saber que não se irá demitir. A diretora do Panteão Nacional indica que agiu de “acordo com o regulamento que está em vigor” e autorizado por “quem tem que autorizar”. Além disso, sublinha que o local onde decorreu o jantar da Web Summit aconteceu no corpo central do Panteão, onde não existem corpos.

Relacionadas

Diretora do Panteão Nacional não se demite

Isabel Melo, diretora do Panteão Nacional, afirmou em declarações ao jornal Público, este domingo, que não se vai demitir na sequência do polémico jantar da Web Summit, reiterando que o regulamento em vigor foi respeitado.

Quanto custou à Web Summit o jantar no Panteão Nacional?

O encerramento com os fundadores da cimeira tecnológica está a criar polémica pela escolha do local. Apesar de a utilização do Panteão ser autorizada e ter uma tabela de preços, o Governo já garantiu que não volta a acontecer.

“Sorry”: Web Summit pede desculpas por qualquer ofensa causada por uso do Panteão Nacional

A organização da Web Summit pediu hoje desculpas “por qualquer ofensa causada” pela utilização do Panteão Nacional para um jantar associado à cimeira tecnológica, garantindo que o evento, “conduzido com respeito”, respeitou as regras do local.
Recomendadas

Pedidos de habitação social em Lisboa atingem máximo de oito anos

Segundo dados da autarquia, vivem nos bairros municipais “cerca de 75 mil pessoas”, o que corresponde a “mais de 15% da população da cidade”. Na cidade do Porto existem mais de mil pedidos por satisfazer.

Táxis: Taxistas insistem que mantêm protesto até serem recebidos pelo Governo

Os taxistas continuam este sábado parados, pelo quarto dia consecutivo, e determinados a manter o seu protesto até serem recebidos pelo Governo, disse hoje Florêncio Almeida, da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros de Passageiros (ANTRAL).

Diretor artístico do Museu de Serralves apresenta demissão

O diretor artístico do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, João Ribas, apresentou na sexta-feira a sua demissão porque “já não tinha condições para continuar à frente da instituição”, segundo disse o próprio ao jornal Público.
Comentários